Thor volta a pedir vacinação em massa e abre os olhos do governo sobre desalojados e voluntários

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

O médico infectologista, Thor Dantas, usou as redes sociais hoje (22) para pedir e fazer um alerta importante ao Governo do Acre bem como o Ministério da Saúde (MS) que realize, o mais rápido possível, a vacinação em massa na população do Estado do Acre, devido ao aumento desenfreado de casos de infecções pelo novo coronavírus e o contágio às pessoas que estão sofrendo também com a alagação.

Para ele, a medida da vacinação de bloqueio traria mais conforto ao Sistema de Saúde do Estado que vem dando sinais de colapso, durante a segunda onda da Pandemia, tendo em vista que os leitos estão ficando cada vez mais escassos.

Segundo o Boletim Epidemiológico divulgado no domingo (21), o número de infectados saltou de 54.743 para 54.786 nas últimas 24 horas, no Acre. Até o momento, foram registradas 151.367 notificações de contaminação pela doença. O número oficial de mortes por Covid-19 subiu para 963 em todo o estado.

A publicação do também professor universitário alertou pelo fato de inúmeras pessoas desalojadas pela alagação que são enviadas aos abrigos construídos pelas prefeituras pode aumentar ainda mais os registros diários da doença. Além dos desalojados, outro público que é extremamente vulnerável é os que prestam serviço voluntário, pois estão em contato direto com os desalojados.   

“Volto a repetir: vacinação em massa no Acre, Já! População desalojada pelas enchentes, aglomerada em abrigos. Muitos voluntários estão em contato com essa população. Todos susceptíveis em meio a escalada de #covid. A vacinação de bloqueio é imprescindível nesse momento!”, sugeriu.

O pedido de Thor bem como seus alertar são recorrentes. Ele vem fazendo verdadeira campanha para que o Acre seja contemplado com a vacinação. O pedido também é feito via entrevistas à imprensa. 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.