SESACRE afirma: “Hoje a gente não tem problemas de pacientes precisando de UTI, por falta de vaga”

Por Wanglézio Braga

“Hoje a gente não tem problema de paciente precisando de UTI por falta de vagas”. A afirmação foi feita pela Secretária-adjunta interina de Atenção à Saúde da SESACRE, Ana Cristina Morais, realizada na manhã de hoje (06) durante coletiva à imprensa realizada pelo Comitê de Enfrentamento ao Covid-19. Na ocasião, foi divulgada uma análise da classificação das três regionais – Alto Acre, Baixo Acre e Juruá - dentro do “Pacto Acre sem Covid” entre as datas de 21 de junho a 04 de julho.

Segundo a SESACRE, a regional do Alto Acre foi classificada pela nota 15, isso quer dizer que os municípios continuam com nível emergencial por conta do novo coronavírus. Já no Baixo Alto, o comitê apresentou a leitura da nota 17, também na situação de emergência. “Tivemos um crescimento de óbitos nessa regional de 129%, mas os números de internações tiveram uma leve redução. No entanto, isso não é o suficiente para enquadrar tal regional na fase de flexibilização”, informou Carol Sabino, coordenadora do grupo de apoio Pacto Acre sem Covid.

O dado mais animador foi do Vale do Juruá. A regional teve uma reclassificação para a nota 14, saiu da bandeira vermelha para laranja, ou seja, a uma leve flexibilização e mudança na bandeira. “De fato tivemos uma leve redução de internações no Juruá. Essa classificação não significará que deve flexibilizar tudo, mais é preciso ter atenção dos prefeitos sobre isso”, informou Sabino.

Uma das falas mais intrigantes foi feita pela Secretária-Adjunta Ana Cristina Morais. Ela explicou que “vivemos uma situação mais tranquila em relação à semana passada”. Segundo ela, em Rio Branco são 37 leitos clínicos desocupados, cinco leitos de UTI disponíveis. No Juruá, dos dez leitos dois estão vagos, “então não temos problemas de pacientes fora de UTI por falta de vagas”.

Ana informou ainda que a “região do Alto Acre é referência para pessoas com quadros mais complexos. Essas pessoas são transladadas para a regional do Baixo Acre, respeitando as situações que precisam de atenção específica de saúde. A gente tem regulado os leitos e temos percebido que há redução e até vacância desses, houve aumento de pessoas que receberam altas médicas e sucessivas curas. No entanto, a taxa de mortes, ainda não é algo que podemos controlar”.

A coletiva não contou com a participação do Governador Gladson Cameli, do PP. O Secretário de Saúde, Alysson Bestene representou o executivo maior do estado. 

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.