Vice-governadora participa de encontro com assentados do Incra

A vice-governadora Nazareth Araújo participou nesta sexta-feira, 25, no auditório da FAAO, da abertura do seminário sobre Direitos, Deveres e Políticas Públicas para as 300 famílias assentadas no Projeto Walter Arce, antiga fazenda Brama, localizada no Bujari, a 28 quilômetros de Rio Branco, na BR-364.

No seminário, as famílias selecionadas pelo sistema de informações da reforma agrária serão informadas sobre os deveres em relação à questão ambiental, como, por exemplo, plano de manejo, sobre o programa de educação na reforma agrária, direitos em relação à titulação e infraestrutura, assistência técnica, crédito, educação, entre outras.

Também sobre o programa de assistência técnica, acesso a políticas públicas através de créditos bancários e a concessão dos créditos do Incra nas modalidades apoio inicial, fomento e fomento mulher.

JurivanildeAngelo Batista, 43 anos, dois filhos, estava havia quatro anos na lista da reforma agrária e não escondia a emoção em receber seu lote.

 “É uma emoção muito grande, é um sonho que eu tenho de trabalhar na terra com plantação de hortas. A minha vida vai ser bem melhor, é um futuro que estou deixando para meus filhos, se Deus quiser vai ser bem melhor”, disse.

A presidente do sindicato rural do Bujari, Sandra Chaga de Lima, comemorou o novo assentamento.

“É uma luta de seis anos, foi uma indicação do movimento sindical do Bujari, e com esse assentamento a gente vai resolver a vida de muita gente. Assim eles poderão dar uma vida melhor a seus filhos”, disse.

Foi assinado ainda um termo de contrato de prestação de serviço entre o Incra e a Emater para prestação de serviço e assistência técnica.

 “A extensão rural vai estar junto, para que a tecnologia e o conhecimento possam chegar a esse assentados. Com esse apoio, nós queremos encher a cidade de produtos hortifrutigranjeiros bem perto da capital, garantindo renda e dignidade a essas famílias”, disse IdézioFranke, diretor-presidente da Emater.

O coordenador de Amassistência técnica do Incra, Márcio Rodrigo Alécio, falou sobre a importância desse trabalho.

“ A reforma agrária se faz com terra, mas com muitas outras ações, e hoje nós já assinamos o contrato para prestação de serviço e assistência técnica. As famílias terão ainda acesso ao crédito, para que possam se instalar nas propriedades, se desenvolver, produzir e viver com muito mais cidadania e dignidade."

A vice-governadora Nazareth Araújo ressaltou a importância do assentamento. “É muito bom quando uma ação equilibrada é feita, com respeito as famílias. Não é só assentar, mas é também dar todo um retorno, com assistência para que as pessoas valorizem e tenham o sucesso nas suas produções. É uma grande vitória, e é esse estimulo à produção que vai fazer com que a gente supere os desafios que o Brasil está vivendo", finalizou.

Assentamento Walter Arce

Área reconhecidamente valorizada no Ramal do Mutum, na AC-10, a 10 quilômetros de Rio Branco, na divisa com Bujari, por anos motivou disputas emblemáticas. Compreende um total de 8.366 hectares, adquiridos pelo Incra por meio da desapropriação.

Lá já estão assentadas 222 famílias, que faziam parte das mais de 500 que habitavam a faixa de fronteira boliviana e foram reinstaladas pelo Incra em diversos assentamentos no estado, vindo ser esse processo concluído justamente no assentamento Walter Arce.  

Agência de Notícias


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.