Marcus Alexandre e secretário Gemil Júnior avaliam detalhes finais do novo Barral Y Barral

Acompanhado do secretário de Estado de Saúde Gemil Júnior, o prefeito Marcus Alexandre realizou nesta terça-feira, 26, nova vistoria técnica ás obras finais da Policlínica Barral Y Barral. O secretário de Saúde de Rio Branco, Oteniel Almeida, e equipe gestora da unidade apresentaram a edificação aos visitantes. A meta é que a unidade comece a funcionar até o início de junho. O edifício tem três pavimentos e um subsolo, que será aproveitado também para atendimento. No primeiro pavimento o usuário contará com serviços gerais de uma unidade de saúde. Nos andares seguintes, só atendimento especializado.

Quando pronta, a Policlínica Barral Y Barral fará a cobertura em saúde da família ampliar-se em percentuais que vão até mais de 85%. A fase atual é de conclusão das redes de iluminação e abastecimento de água, entre outros detalhes. Calçadas ao redor estão sendo implantadas para facilitar a locomoção das pessoas -inclusive aquelas que tem algum tipo de limitação física.  “É uma obra muito importante e nós estamos aqui para assegurar a parceria do Governo do Estado. O governador Tião Viana tem especial atenção nessa área e vamos ter aqui um aparelho de ultrassonografia”, informou Gemil Júnior.

A Policlínica Barral Y Barral contará com ambientes e serviços como recepção, farmácia, escovódromo, sala de coleta, laboratório, sala do educador, sala de nutricionista, recursos humanos, coordenação, administração, sala de imunização, neonatal, sala de nebulização, sala de vigilância epidemiológica, copa, depósito de material de limpeza, almoxarifado, banheiros masculino, feminino e para pessoas com deficiência; banheiro para funcionários, sala de medicação e observação, sala de suturas e curativos, expurgo, esterilização e distribuição, consultório de pediatria, consultórios de clínica médica, dois consultórios de enfermagem, consultório ginecológico, consultórios odontológicos com várias cadeiras, sala de raio-x odontológico, um consultório de psicologia, consultório de fonoaudiologia, sala CTA e auditório.

O projeto arquitetônico desta policlínica foi elaborado em consonância com as normas do Ministério da Saúde e chama atenção pela sua beleza.  A edificação dispõe, além de três pavimentos, de um subsolo. O estacionamento será na parte externa e contará com 32 vagas para automóveis e demarcação exclusiva para pessoa com deficiência e idoso, 12 vagas para motocicletas e bicicletário. O prédio possui também abrigo de resíduos, arquivo morto, jardim, e dois elevadores.

Essa unidade será referência não apenas para os moradores da cidade, mas também para a população rural. A Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) prevê que milhares de pessoas recorrerão a ela todos os meses em busca de consultas, exames, tratamento. A policlínica Barral Y Barral contará com todas as ações básicas de saúde, incluindo uma sala de observação e consultório de oftalmologia. A obra inclui criação de mais salas e ambulatórios, climatização de todos os espaços internos e outras intervenções que não existem na unidade atual, na Estação Experimental. “Esta é mais uma obra que eleva a qualidade no atendimento em saúde à população de Rio Branco”, disse Oteniel Almeida.

Assessoria


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.