Gestores do estado participam de mestrado em áreas protegidas

O primeiro módulo do Mestrado Profissional em Gestão de Áreas Protegidas foi concluído esta semana, na Floresta Estadual do Antimary, em Sena Madureira, local escolhido para os 15 dias de imersão. O curso, que está em sua sexta edição, é realizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), em parceria com o governo do Estado, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) e da Fundação de Tecnologia do Ace (Funtac).

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (Ifac), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Acre (Fapac) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) também são parceiros na realização do curso.

É a primeira vez que as aulas são ministradas em outro estado da Amazônia. Geralmente o curso é oferecido na sede do Inpa, em Manaus (AM). A realização das aulas, no Acre, é resultado do esforço do governo e do Ifac para oferecer aos servidores do estado e das demais instituições a oportunidade de participar de uma especialização sem a necessidade de se afastar integralmente do trabalho.

O gestor da Área de Proteção Ambiental do Igarapé São Francisco e do Japiim, Ricardo Plácido, foi um dos participantes aprovados na seleção para o mestrado. “Uma capacitação prática como essa transforma a nossa visão de como gerir uma área protegida. Aqui estamos adquirindo mais conhecimento e, portanto, teremos mais segurança para desempenhar nossas funções”, disse.

A previsão é de que o curso termine em março de 2016. Todos os módulos serão realizados em áreas protegidas do estado. As próximas aulas devem ser ministradas na Reserva Extrativista Chico Mendes, na Floresta Estadual do Rio Gregório e no Parque Estadual Chandless.

Agência de Notícias


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.