Eleito presidente, Lula só venceu Bolsonaro no Nordeste; veja análise por região

Eleito presidente da República neste domingo (30) com 50,9% dos votos válidos, na disputa mais acirrada desde 1989, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceu seu adversário Jair Bolsonaro (PL) apenas no Nordeste.

Veja as porcentagens abaixo:

  • Nordeste: 69,34% (Lula) x 30,66% (Bolsonaro)
  • Norte: 48,97% (Lula) x 51,03% (Bolsonaro)
  • Sul: 38,16% (Lula) x 61,84% (Bolsonaro)
  • Sudeste: 45,74% (Lula) x 54,26% (Bolsonaro)
  • Centro-Oeste: 39,79% (Lula) x 60,21% (Bolsonaro)

Historicamente, os candidatos à presidência do Partido dos Trabalhadores (PT) triunfam no Nordeste com percentuais altos. Em 2018, por exemplo, Fernando Haddad obteve 69,7% dos votos válidos na região, contra 30,3% de Bolsonaro (eleito naquele ano).

A diferença mais acentuada ocorreu em 2006, quando Lula derrotou Geraldo Alckmin, à época do PSDB, com 77,1% dos votos válidos, versus 22,9%.

Região Sul: a mais bolsonarista

Em 2022, a região na qual Bolsonaro obteve seu melhor desempenho foi a Sul, com 61,84% dos votos válidos, em oposição aos 38,16% de Lula.

Comparando a 2018, no entanto, o candidato do PL caiu 6,46 pontos percentuais. Naquele ano, também no 2º turno, ele havia alcançado 68,30% contra Fernando Haddad (31,7%).

A última vez que o PT conseguiu ficar à frente no Sul foi em 2002, quando Lula atingiu 58,8% dos votos válidos na disputa com José Serra (PSDB).

Região Norte: a disputa mais acirrada

Das cinco regiões, a Norte foi a que registrou a disputa mais apertada neste 2º turno: Bolsonaro ficou à frente, mas por pouco, com 51,03% dos votos válidos, contra 48,97% de Lula.

Foi um "placar" semelhante ao de 2018, entre Haddad (48,1%) e o vencedor daquele ano, Bolsonaro (51,9%).

Região Sudeste: crescimento do PT, mas vitória de Bolsonaro

No Sudeste, o PT vinha em queda nas últimas eleições presidenciais: em 2006, Lula obteve 56,9% dos votos válidos; em 2010 e em 2014, Dilma Rousseff ficou com 51,9% e 43,8%, respectivamente; e em 2018, Haddad alcançou 34,6%.

Agora, Lula interrompeu a sequência de queda e, embora tenha ficado atrás de Bolsonaro, chegou a 45,74%.

Região Centro-Oeste: hegemonia de Bolsonaro

No Centro-Oeste, Bolsonaro venceu com folga: obteve 60,21% dos votos válidos neste 2º turno. Comparando a 2018, no entanto, ele registrou uma leve queda de 6,3 pontos percentuais.

Lula, agora com 39,79%, teve seu pior desempenho na região nos últimos 20 anos. Em 2002, contra Serra, ele havia atingido 57,3%, e em 2006, ao enfrentar Alckmin, 52,4%.

 

[G1]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.