Joaquim Barbosa, ex-presidente do STF, pede voto em Lula no 1º turno

No vídeo, Barbosa afirma que Jair Bolsonaro (PL) "não é um homem sério" e "não serve para governar um país como o nosso". O ex-ministro afirma ainda que "nas grandes democracias, Bolsonaro é visto como um ser humano abjeto, desprezível" e que o "isolamento internacional" faz com que o Brasil perca oportunidades.

A adesão de Joaquim Barbosa – que foi o relator dos processos do mensalão e votou pela condenação de petistas – à campanha de Lula se soma à uma série de apoios públicos que o ex-presidente tem obtido nos últimos dias.

  • Miguel Reale Júnior, autor do pedido de impeachment de Dilma Rousseff (PT), sucessora de Lula;
  • Henrique Meirelles, ex-ministro da Fazenda de Michel Temer e que é filiado ao União Brasil, partido que tem Soraya Thronicke como candidata à presidência;
  • Marina Silva, ex-ministra de Lula que deixou o PT após divergências com o partido e disputou a eleição de 2018 contra Fernando Haddad (PT);
  • Caetano Veloso e Tico Santa Cruz, artistas que campanha por Ciro Gomes (PDT) em 2018.

 

[Globo.com]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.