Marina e mais oito ex-ministros pedem doações para a Amazônia a França, Alemanha e Noruega

Por Wanglézio Braga/ Foto: Reprodução

A acreana Marina Silva (REDE) é uma das ex-ministras do Meio Ambiente que assinaram uma carta direcionada ao Presidente da França, Emmanuel Macron, e as primeiras-ministras Ângela Merkel, da Alemanha, e Erna Solber, da Noruega, pedindo socorro à população da região amazônica, no Brasil, devido ao colapso na saúde por conta do Covid-19.

A carta foi enviada ontem (26). Junto com Marina Silva também assinaram os ex-ministros  do Meio Ambiente José Goldemberg, Rubens Ricupero, Gustavo Krause, Izabella Teixeira, José Sarney Filho, José Carlos Carvalho, Carlos Minc e Edson Duarte.

Na carta, o grupo pede ajuda com doações de equipamentos hospitalares, cilindros de oxigênio e medicamentos para o tratamento de Covid-19. No documento, eles também pedem intermediação com outros governos para que as doações cheguem à região norte do Brasil. Em determinado trecho da carta, os ministros denunciam a falta de estrutura do governo federal e dos governos locais para lidar com a pandemia.

"A Amazônia brasileira sofre de problemas que a tornam especialmente vulnerável à pandemia em razão do isolamento, da pobreza, da estrutura precária de saúde e da dificuldade de acesso. Essa situação se vê agravada pelo padrão de dispersão da população que vive às margens dos grandes rios e dos povos indígenas que habitam áreas ainda mais distantes", diz trecho do documento.

Outro trecho relata que “com mais de 30 milhões de habitantes, a Amazônia brasileira sofre de problemas que a tornam especialmente vulnerável à pandemia em razão do isolamento, da pobreza, da estrutura precária de saúde e da dificuldade de acesso. Essa situação se vê agravada pelo padrão de dispersão da população que vive às margens dos grandes rios e dos povos indígenas que habitam áreas ainda mais distantes”.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.