Petecão foi o único senador do Acre que votou contra o Marco do Saneamento

Por Wanglézio Braga

O senador Sérgio Petecão (PSD-AC) foi o único representante do Acre que votou contra o Marco do Saneamento apreciado ontem (24) durante sessão remota do Congresso Nacional. Mailza Gomes (PP) e Márcio Bittar (MDB), votaram favoráveis a matéria que prorroga o prazo para o fim dos lixões e facilita a privatização de estatais do setor. O relator da matéria foi o senador do Ceará, Tasso Jereissati (PSDB). A matéria vai à sanção presidencial.

O Projeto de Lei N° 4.162/2019 extingue o modelo atual de contrato entre os municípios e as empresas estaduais de água e esgoto. Pelas regras em vigor, as companhias precisam obedecer critérios de prestação e tarifação, mas podem atuar sem concorrência. O novo marco transforma os contratos em vigor em concessões com a empresa privada que vier a assumir a estatal. O texto também torna obrigatória a abertura de licitação, envolvendo empresas públicas e privadas.

O PL estabelece que os atuais contratos de programa possam ser renovados pelas partes, por mais 30 anos, até 30 de março de 2022. O mesmo se aplica às situações precárias, nas quais os contratos terminaram, mas o serviço continuou a ser prestado para não prejudicar a população até uma solução definitiva.

O nome de Sérgio Petecão foi incluído na lista negra do movimento “Vem Pra Rua” que chamou atenção, em Rede Social, para àqueles que contrariam, na prática, um pedido popular da maioria. Foram acrescentados os nomes de Eliziane Gama (Cidadania- MA), Humberto Costa (PT-PE), Jaques Wagner (PT-BA), Jean-Paul Prates (PT-RN), Mecias de Jesus (Republicanos-RR), Paulo Paim (PT-RS), Paulo Rocha (PT-PA), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Rogério Carvalho (PT-SE), Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB), Weverton (PDT-MA) e Zenaide Maia (PROS-RN). 

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.