Rio Branco na lista do TSE que aponta segundo turno nas eleições deste ano

Por Wanglézio Braga

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou, nessa semana, uma lista com os nomes dos 95 municípios brasileiros que podem ter de realizar um segundo turno de votação para a escolha de prefeito e vice-prefeito nas eleições de novembro. A ideia por trás deste instituto é a de garantir que o candidato vitorioso seja legitimado por uma maioria sólida da população. Esta seria, então, uma forma de se assegurar a vontade soberana do povo e afastar qualquer dúvida sobre a legitimidade da escolha das urnas.

Do Estado do Acre, apenas a cidade de Rio Branco aparece entre as citadas tendo em vista o quantitativo de mais de 200 mil eleitores. Nas cidades com menos de 200 mil eleitores a eleição é decidida no primeiro turno e vence o candidato mais votado. A capital do Tocantins, Palmas, não terá segundo turno. Este ano, não há pleito no Distrito Federal nem em Fernando de Noronha (PE).

Segundo a regra da Constituição Federal, o segundo turno para prefeito ocorre quando nenhum dos candidatos consegue, no primeiro turno, mais da metade dos votos válidos, ou seja, dos votos dados exclusivamente aos que disputam o cargo. Se essa situação ocorrer, disputarão o segundo turno os dois candidatos a prefeito mais votados no primeiro turno.

O primeiro e o segundo turno do pleito foram adiados, respectivamente, para os dias 15 e 29 de novembro, pela Emenda Constitucional nº 107/2020, promulgada pelo Congresso Nacional em 2 de julho. O adiamento ocorreu devido à pandemia de Covid-19.

VEJA A LISTA DAS CIDADES QUE PROVAVELMENTE TERÃO SEGUNDO TURNO:

Rio Branco (AC), Maceió (AL), Manaus (AM), Macapá (AP), Feira de Santa (BA), Salvador (BA), Vitória da Conquista (BA), Caucaia (CE), Fortaleza (CE), Cariacica (ES), Serra (SE), Vila Velha (ES), Vitória (SE), Anápolis (GO), Aparecida de Goiânia (GO), Goiânia (GO), São Luis (MA), Belo Horizonte (MG), Betim (MG), Contagem (MG), Governador Valadares (MG), Juiz de Fora (MG), Montes Claros (MG), Ribeirão das Neves (MG), Uberaba (MG), Uberlândia (MG), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Ananindeu (PA), Belém (PA), Santarém (PA), Campina Grande (PB), João Pessoa (PB), Caruaru (PE), Jaboatão dos Guararapes (PE), Olinda (PE), Paulista (PE), Petrolina (PE), Recife (PE), Teresina (PI), Cascavel (PR), Curitiba (PR), Londrina (PR), Maringá (PR), Ponta Grossa (PR), Belford Roxo (RJ), Campos dos Goytacazes (RJ), Duque de Caixias (RJ), Niterói (RJ), Nova Iguaçu (RJ), Petrópolis (RJ), Rio de Janeiro (RJ), São Gonçalo (RJ), São João de Meriti (RJ), Volta Redonda (RJ), Natal (RN), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR), Canoas (RS), Caxias do Sul (RS), Pelotas (RS), Porto Alegre (RS), Santa Maria (RS), Blumenau (SC), Joinville (SC), Aracajú (SE), Barueri (SP), Bauru (SP), Campinas (SP), Carapicuíba (SP), Diadema (SP), Franca (SP), Guarujá (SP), Guarulhos (SP), Itaquaquecetuba (SP), Jundiaí (SP), Limeira (SP), Mauá (SP), Mogi das Cruzes (SP), Osasco (SP), Piracicaba (SP), Praia Grande (SP), Ribeirão Preto (SP), Santo André (SP), Santos (SP), São Bernardo do Campo (SP), São José do Rio Preto (SP), São José dos Campos (SP), São Paulo (SP), São Vicente (SP), Sorocaba (SP), Suzano (SP), Taboão da Serra (SP) e Taubaté (SP).


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.