Twitter: Bolsonaro confirma agenda no Acre e promete anunciar medidas de apoio ao Governo

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

O presidente da república, Jair Bolsonaro (SEM PARTIDO), confirmou hoje (22) a sua visita ao Estado do Acre marcada para a próxima quarta-feira (24). Foi por meio do Twitter, que o Bolsonaro disse que anunciará medidas para amenizar o sofrimento dos acreanos que enfrentam a pandemia do novo Coronavírus, Crise imigratória, surto de dengue e a alagação.

Senadores da República, como Márcio Bittar (MDB) e Mailza Gomes (PP), comemoraram a confirmação da agenda. “Obrigada pres. @jairbolsonaro por ser sensível e ir em nosso estado ver de perto a situação dramática que nossa gente enfrenta.Precisamos da liberação de recursos e também a ampliação da quantidade de vacinas. Mais de 130 mil pessoas em nosso Acre foram atingidas pelas enchentes”, escreveu Mailza.

Márcio Bittar também repercutiu a futura agenda do presidente. “Obrigado Jair Messias Bolsonaro por estar sempre olhando por quem mais precisa”, escreveu.

A segunda visita de Bolsonaro ao Acre foi discutida durante encontro ocorrido na manhã do sábado (21) no Palácio da Alvorada em reunião entre o relator do orçamento, Márcio Bittar. Vale lembrar que a primeira visita de Jair em nosso estado ocorreu nas eleições de 2018, trazendo à tona inúmeras polêmicas e cenas inusitadas onde usou um equipamento de uma emissora de televisão, um tripé, para encenar uma arma e disparou: ' Vamos fuzilar a petralhada'. 

Atualmente, mais de dez municípios do Estado, incluindo a capital, Rio Branco, foram atingidos pelas enchentes. Além das cheias, na classificação da pandemia da Covid-19, o Estado está em nível de emergência (a cor vermelha na classificação local) desde 1º de fevereiro. Na reavaliação ocorrida nesta segunda-feira (22), o nível vermelho vai continuar até 1° de março. 

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.