Gladson pede mais leitos, usinas de oxigênio e doses extras de vacina

Por Wanglézio Braga / Foto; Reprodução

A semana começa bem agitada no Acre com anúncios de medidas para reverter o sofrimento dos alagados e das alternativas para amenizar a situação da falta de leitos e insumos para tratar das pessoas infectadas pela Covid-19. O governo confirmou ainda a chegada de Jair Bolsonaro, na sua primeira visita ao Acre como presidente da república, marcada ainda para esta semana.

Nas redes sociais, o governador Gladson Cameli (PP) anunciou hoje (22), que o Estado tem solicitado junto ao Ministério da Saúde (MS) doses extras da vacina, bem como a abertura de leitos e até de usinas de produção de oxigênio hospitalar.

O governador disse que uma das medidas foi solicitar novas vagas em Unidades Tratamento Intensivo (UTI’s) junto ao MS e usinas com oxigênio que vão dar suporte aos hospitais. “Solicitei a abertura de mais vagas de UTIs e usinas de oxigênio, para que não venha faltar caso a demanda pelo insumo na rede hospitalar venha aumentar nos próximos dias”, anunciou.

As vacinas devem desembarcar em território acreano na terça-feira (23), um dia antes da chegada do presidente Jair Bolsonaro (SEM PARTIDO). Apesar do anúncio, o governo evitou comentar quantas doses devem chegar.

Gladson também informou da chegada de um lote de imunizantes contra o vírus. “Aguardamos a chegada de mais um lote de vacinas contra a Covid-19, inclusive pedi o apoio do Ministério da Saúde para que o Acre, diante da situação emergencial que enfrenta, tivesse uma quantidade maior de doses para imunizar e alcançar mais pessoas neste momento”, concluiu.

Na manhã dessa segunda-feira, o Comitê de Enfrentamento do ao Covid-19, estendeu a classificação vermelha no Estado para até 1° de março. Ou seja, a situação continua com restrições no comércio e serviços.

ENCHENTE EM SENA

Pela manhã, o governador informou aos seus seguidores que “o governo do Estado auxilia todos os municípios que sofrem com a enchente dos rios. No último domingo, 21, finalizamos a entrega de 10 toneladas de alimentos em Sena Madureira”.

Ele também agradeceu as doações e ajuda da população solitária. “Estive na cidade para verificar de perto a situação da cheia do rio Iaco que já atingiu mais de 17 mil pessoas. Mais uma vez agradeço a todos que estão nos ajudando, pois o governo não faz nada sozinho. Com o apoio de cada um e fé vamos superar esse momento”, concluiu.

 


 

 

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.