Depósito “equivocado” de R$ 2 mil foi usado por adversários do pré-candidato do PSL em Epitaciolândia

Antonio Muniz 

Em entrevista ao programa RB Notícias, nesta quinta-feira, ao vivo, na TV Rio Branco-SBT, o pré-candidato do PSL à Prefeitura de Epitaciolândia, Região do Alto Acre, administrador de empresas e empresário Everton Soares afirmou o depósito de R$ 2.000,00, feito em sua conta pessoal dia seis deste mês, pode ser armação de seus adversários.

O depósito foi feito na Caixa Econômica Federal (CEF), por Maria José dos Santos, que mora em Ibotirama (BH) – a 352 km de da Capital Salvador, e deveria ser transferido para Jussara Marçal dos Santos, que mora em Jardim Novo Mundo (GO), mas por engano, acabou caindo na conta de Everton Soares, em Brasileia. A conta da beneficiada é 3716, mas a senhora idosa acabou digitando 3416. 

“Everton do Mercantil São Sebastião”, como ele é mais conhecido na cidade, afirmou que equívocos em transferências de dinheiro é normal, mas no caso dele acabaram tentando fazer tempestade em copo de água. Ele estava em viagem e tentou resolver o problema pelo telefone ou por meio da internet, mas ao conversar com o gerente de sua agencia, este afirmou que somente com sua presença que o caso poderia ser resolvido.

Antes de retornar á Epitaciolândia e resolver o caso na agencia da vizinha cidade Brasileia, ele acabou sendo vítima de campanha difamatória, por meio de ligação telefônica, mensagens pelo facebook e whatsApp,mesmo ele dizendo que ao chegar em sua cidade tudo seria resolvido da melhor forma possível. Como de fato foi. 

Mas até o momento, segundo Everton, a mulher que garanti se retratar nas redes sociais e nos site de noticias de Brasileia e Epitaciolândia, fez apenas uma pequena publicação afirmando que o caso já fora resolvido.

Líder isolado nas pesquisas de intenções de votos, Everton afirma que tal fato não vai desnortear sua pré-campanha, mas acabou o deixando mais atento em relação aos movimentos de seus adversários.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.