Conheça as candidaturas pré-definidas para as prefeituras do Alto Acre

Por Wanglézio Braga

Com o prazo esgotado para as convenções partidárias, já é possível desenhar como será as eleições 2020 no Alto Acre, região que engloba os municípios de Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri. Ao todo, o Alto Acre possui quase 44 mil eleitores e é uma região muito importante para o Estado tendo em vista que seus municípios fazem fronteiras com outros países e é o principal corredor para o “Pacífico”.

De olhos fixos nas prefeituras, os 14 candidatos chancelaram, em tese, seus nomes durante as convenções realizadas nos últimos dias. Agora, miram numa intensa corrida para a campanha eleitoral. Cada um poderá gastar até R$ 123.077,42 mil reais, segundo estipulado pela Justiça Eleitoral.

Vale lembrar que o prazo das convenções entre as siglas encerrou no último dia 16, no entanto, a Justiça Eleitoral segue até o dia 26 para o prazo de registro e confirmação de candidaturas, ou seja, as composições de chapas podem sofrer alterações.

As eleições estão marcadas para ocorrer no dia 15 de novembro. Veja um resumo dos nomes que pleiteiam as cadeiras dos executivos municipais nas quatro cidades:

BRASILÉIA

A cidade que possui 16.570 eleitores, segundo o portal do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), existiu a possibilidade de quatro candidaturas, mas até o momento, apenas duas estão com o pedido no TRE: Leila Galvão (MDB) e Fernanda Hassem (PT).

Leila Galvão que já foi prefeita de Brasiléia tenta mais uma vez retornar ao executivo municipal e com as bênçãos do senador, Sérgio Petecão (PSD). Nas eleições de 2018, ela disputou uma vaga como deputada, mais não conseguiu êxito. Retornou para a área da educação onde trabalha como professora. Já Fernanda Hassem, é atual prefeita. Ela tentará a reeleição, é bastante avaliada por seu desempenho, e luta contra as forças negativas que envolvem o seu partido, o PT.

ASSIS BRASIL

Localizada na tríplice-fronteira, a pequena cidade de Assis Brasil tem, por enquanto, quatro candidatos. O quarteto terá a missão de conquistar os votos dos 5.688 eleitores. O MDB oficializou o arquiteto, João Júnior, genro do ex-prefeito, Humberto Filho. Já o PCdoB lançou o candidato “Pilique”, Jesus Lopez. O tucano Antônio de Souza, o ZUM (PSDB), tenta a reeleição. E o atual vice-prefeito, José Filho, popular ‘Zé do Posto’, também é candidato, mas pelo PSD.

EPITACIOLÂNDIA

Cidade-gêmea, Epitaciolândia possui 11.303 mil eleitores. Até o momento, quatro chapas concorrem à prefeitura. O atual prefeito, Tião Flores (PP), busca a reeleição. O PSDB lançou o delegado de polícia, Sérgio Lopes como o candidato dos tucanos. O empresário, Everton Soares (PSL), também busca a cadeira de prefeito. E uma mulher, Neide Lopes (PT), tentará a vaga de chefe do executivo municipal.

XAPURI

Em terras de Chico Mendes a disputa também será acirrada e cada um vai ter que suar a camisa para conquistar o coração dos 11.298 mil eleitores. O atual prefeito, Bira Vasconcelos, do PT, tentará a reeleição. O advogado, Venícius Ribeiro (MDB) representará o MDB na disputa municipal. Carla Mendonça é a candidata do PP e Gessi Nascimento, o ‘Capelão’ foi o escolhido pelo PSD. 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.