Veja quanto cada candidato a vereador e prefeito no Acre pode gastar

Por Wanglézio Braga

Foto: Reprodução

O prazo para as convenções partidárias termina nesta quarta-feira (16), mas segue até o dia 26 para o prazo de registro e confirmação de candidaturas. O ato serve para chancelar os nomes dos pré-candidatos, escolhidos dentro das agremiações, que vão concorrer nas eleições de 2020. Após a convenção, o postulado político é considerado candidato e com isso, tanto os partidos quanto os candidatos, devem seguir a risca as diretrizes e normas da lei eleitoral. Uma delas diz respeito ao gasto que cada candidato terá nas eleições de novembro onde o eleitor vai escolher prefeito e vereador para o seu município, no dia 15 de novembro, no primeiro turno.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já divulgou o limite de gastos de cada candidato, tanto para prefeitos quanto para vereadores. De acordo com a Lei das Eleições, o limite de gastos das campanhas dos candidatos deve equivaler ao limite para os respectivos cargos nas “Eleições de 2016”, atualizado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ou por índice que o substitua.

Portal O Rio Branco consultou a tabela do TSE e revela, agora, o quanto cada candidato nos 22 municípios pode gastar durante as eleições. Destaques, na seleta lista, para as cidades de Rio Branco, o maior colégio eleitoral, Cruzeiro do Sul, a segunda maior cidade e Sena Madureira.

Para o cargo de Vereador nas cidades de Assis Brasil, Acrelândia, Bujari, Capixaba, Jordão, Epitaciolândia, Manoel Urbano, Marechal Thaumaturgo, Porto Acre, Porto Walter, Rodrigues Alves, Santa Rosa do Purus e Xapuri, o valor limite é de R$ 12.307,75, por cada candidato.

Nas outras cidades do estado, outros valores foram estipulados: Brasileia (R$ 17.317,00), Cruzeiro do Sul (R$ 24.279,99), Feijó (R$ 18.579,08), Mâncio Lima (R$ 17.361,60), Plácido de Castro (R$ 38.132,02), Rio Branco (R$ 135.935,01), Sena Madureira (R$ 56.052,97), Senador Guiomard (R$ 22.060,35) e Tarauacá (R$ 37.863,22).

Para o cargo de Prefeito, os valores em Assis Brasil, Acrelândia, Brasiléia, Bujari, Capixaba, Epitaciolândia, Feijó, Jordão, Mâncio Lima, Manoel Urbano, Marechal Thaumaturgo, Porto Acre, Porto Walter, Rodrigues Alves, Santa Rosa do Purus, Tarauacá e Xapuri, o valor limite é de R$ 123.077,42 reais. Tais cidades não terão o segundo turno.

Já em Cruzeiro do Sul é de R$ 647.317,65, Plácido de Castro R$ 227.843,41 reais, Sena Madureira o valor limite foi estipulado em R$ 274.946,38 e Senador Guiomard, 173.949,29 reais.

No caso de Rio Branco que poderá ter segundo turno, o valor no 1° turno para o cargo de prefeito é de R$ 252.977,17 reais e no 2° turno que foi marcado para ocorrer em 29 de novembro, o valor é de R$ 101.190,87 reais.

Vale lembrar que o candidato que desrespeitar os limites de gastos fixados para cada campanha será penalizado com pagamento de multa no valor equivalente a 100% da quantia que ultrapassar o teto fixado, sem prejuízo da apuração da prática de eventual abuso do poder econômico. O quanto cada candidato está gastando ficará disponível para consulta no DivulgaCand2020. 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.