PGR determina apuração de esquema de rachadinha no gabinete de Bolsonaro

Na notícia-crime, o advogado Ricardo Bretanha Schmidt pede que sejam apurados fatos denunciados pelo jornal Folha de São Paulo, no dia 4 de julho deste ano. O jornal divulgou a existência de movimentações salariais atípicas dos assessores de Bolsonaro, na época. "Assim, o ora noticiante, por entender estarem presentes indícios de materialidade e autoria, requer seja a presente petição enviada ao Procurador Geral da República, a fim de que se manifeste acerca da possibilidade de apuração", peticiona.

Apesar dos fatos denunciados terem ocorrido entre os anos de 1991 e 2018, o advogado defende a apuração devido à gravidade da denúncia.

No parecer encaminhado ao ministro Luís Roberto Barroso, relator do inquérito, o PGR argumenta que os fatos denunciados não têm relação com o mandato presidencial, hoje exercido por Bolsonaro. Dessa forma, o presidente possui "imunidade temporária", garantida pela Constituição, sobre a responsabilidade penal de fatos estranhos ao seu mandato.

Dessa maneira, os fatos serão apurados, porém um processo-crime só poderá ser instaurado ao fim do mandato presidencial, caso sejam apontados indícios suficientes que indiquem prática ilícita.

 

Congressoemfoco

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.