Moro diz que não definiu candidatura e que esposa poderá representá-lo nas eleições

O ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) anunciou nesta terça-feira (14) que ainda não decidiu se será candidato nas eleições deste ano e que sua esposa, a advogada Rosângela Moro, poderá representá-lo nas urnas em outubro. Ele pelo Paraná, e ela pelo estado de São Paulo.

Rosângela Moro é cotada para disputar uma vaga de deputada federal. Já Moro pode sair candidato tanto a deputado como a senador. O prazo para a definição dos partidos vence nas convenções entre o final de julho e o início de agosto.

Em pronunciamento em Curitiba nesta quarta, Moro disse estar feliz e radiante com o seu retorno ao Paraná, defendeu o legado da Operação Lava Jato, agradeceu a São Paulo e disse ter vínculos com o estado e com a população, apesar de discordar com a decisão do TRE-SP, apesar de dizer respeitá-la.

Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo barrou a candidatura do ex-juiz nas eleições deste ano, ao não encontrar vínculo dele recente com o estado. Como Moro não recorreu, o caso está encerrado. Rosângela, porém, não foi alvo de investigação e segue com o domicílio eleitoral vinculado a São Paulo.

"Sei que há muitas dúvidas sobre o que farei no Paraná, se vou ser candidato, mas no fundo meu objetivo primário é circular pelo Paraná e me conectar ao Paraná, mas a decisão [de candidatura] vai ser tomada com o partido e, acima de tudo, quem vai decidir é a população paranaense."

Moro ele se filiou à União Brasil em março deste ano, quando transferiu seu título de eleitor para São Paulo. Desde então, demonstrou a intenção de concorrer ao Senado, por São Paulo.

Moro foi ministro da Justiça durante o governo Bolsonaro e atuou como juiz em primeira instância na Operação Lava Jato.

O TRE-SP negou o registro do domicílio eleitoral após ação do PT —o Ministério Público Federal solicitou à Polícia Federal a instauração de um inquérito para apurar possível crime.

A alegação do PT é a de que Moro nunca residiu em São Paulo nem teve vínculo empregatício na capital paulista, o que lhe impediria de representar o Estado no Congresso. Pelo contrário, sempre morou em Curitiba, onde atuou na Operação Lava Jato.

 

[Folha Uol]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.