Entrevista a Band News, governador admite que número de paciente em UTI diminui

Antonio Muniz

Governador Gladson Cameli (PP), em entrevista concedida a Band News, na manhã desta segunda-feira, 12, afirmou que o número de pacientes aguardando leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), vem diminuindo gradativamente no Acre. A redução, segundo o governador, é baseada em dados diários divulgados pela Secretaria de Saúde (Sesacre).  “O número de pacientes esperando por uma vaga nos leitos de UTI, tem diminuído, bem como, a taxa de ocupação desses leitos que hoje está entre 92% à 96%”, afirmou.

Nos últimos dias, sobretudo no fim de semana, o número de pacientes esperando vagas de UTI, diminuiu. No sábado, por exemplo, eram apenas três na lista, já no boletim de domingo, nenhum paciente estava na espera por uma vaga nas unidades de saúde. Apesar de pequenos, segundo o governador, os número mostram que a população vem se conscientizando da grave situação. Além disso, Cameli já deixou claro que não há possibilidade de construção de novos leitos de UTI. “Se construirmos novos leitos, vai faltar matéria prima”, explicou. Além da conscientização da população, reconhecida pelo governador, outros dois fatores podem colaborar se forma positiva: as medidas de restrições que foram acertadas nos últimos dias e muitos procedimentos de médicos que, contrariando as normas estabelecidas pela direção do Into, estão a colocar em prática o chamado tratamento precoce com medicamento a base de antiviral, anticoalante e antibiótico.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.