Genial/Quaest aponta Lula com 46% e possibilidade de vitória em 1º turno

Pesquisa da Quaest Consultoria divulgada hoje e contratada pela Genial Investimentos aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera as intenções de voto para a Presidência no primeiro turno, com 46%, no cenário em que há mais candidatos na pesquisa estimulada — quando uma lista com os nomes dos pré-candidatos é apresentada ao entrevistado. O presidente Jair Bolsonaro (PL) aparece em segundo lugar, com 29%.

Com 46%, Lula possui mais intenções de voto do que os demais pré-candidatos somados (44%) e, por isso, há a possibilidade de vitória em primeiro turno. No entanto, por conta da margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, a pesquisa aponta a chance de a disputa ir para o segundo turno.

Depois de Lula e Bolsonaro, aparecem Ciro Gomes (PDT), com 7%; João Doria (PSDB), com 3%; e André Janones (Avante), com 3%. Considerando a margem de erro, Ciro, Doria e Janones estão tecnicamente empatados.

Simone Tebet (MDB) e Felipe D'Ávila (Novo) aparecem cada um com 1%, resultando em empate técnico com Doria e Janones. Luciano Bivar (União Brasil) não pontuou. Não é possível fazer uma comparação com a pesquisa anterior do mesmo instituto porque os cenários testados são diferentes. Na nova testagem foram removidos dos questionários os nomes de Vera Lúcia (PSTU), Sofia Manzano (PCB), Leonardo Péricles (UP) e José Maria Eymael (DC). Bivar foi acrescentado à lista de possíveis candidatos.

A pesquisa ouviu 2.000 pessoas de 27 estados, face a face, entre os dias 5 a 8 de maio. O índice de confiança, segundo o instituto, é de 95%. A pesquisa foi contratada pelo Banco Genial e registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR-01603/2022.

Veja as simulações de primeiro turno:

Cenário 1:

Lula (PT): 46%

Jair Bolsonaro (PL): 29%

Ciro Gomes (PDT): 7%

André Janones (Avante): 3%

João Doria (PSDB): 3%

Simone Tebet (MDB): 1%

Felipe D'Ávila (Novo): 1%

Luciano Bivar (União Brasil): 0%

Branco/nulo/não vai votar: 6%

Indecisos: 3%

Cenário 2:

Lula (PT): 46%

Jair Bolsonaro (PL): 31%

Ciro Gomes (PDT): 9%

João Doria (PSDB): 4%

Branco/nulo/não vai votar: 7%

Indecisos: 3%

Cenário 3:

Lula (PT): 50%

Jair Bolsonaro (PL): 33%

João Doria (PSDB): 5%

Branco/nulo/não vai votar: 9%

Indecisos: 3%

Cenário 4:

Lula (PT): 51%

Jair Bolsonaro (PL): 33%

Simone Tebet (MDB): 4%

Branco/nulo/não vai votar: 9%

Indecisos: 3%

Cenário 5:

Lula (PT): 48%

Jair Bolsonaro (PL): 31%

Ciro Gomes (PDT): 9%

Simone Tebet (MDB): 2%

Branco/nulo/não vai votar: 7%

Indecisos: 3%

Cenário 6:

Lula (PT): 48%

Jair Bolsonaro (PL): 32%

Ciro Gomes (PDT): 10%

Branco/nulo/não vai votar: 7%

Indecisos: 3%

Pesquisa espontânea

O levantamento também incluiu um cenário espontâneo, no qual os entrevistados não recebem uma lista de pré-candidatos para indicar sua intenção de voto. Lula lidera com 28%, seguido de Bolsonaro, com 22%.

Lula (PT): 28%

Jair Bolsonaro (PL): 22%

Ciro Gomes (PDT): 2%

Branco/nulo/não vai votar: 2%

Indecisos: 45%

Veja os cenários de segundo turno: O instituto só testou cenários com Lula presente. Em todas as simulações, o petista vence. Contra Bolsonaro, o ex-presidente tem 20 pontos percentuais de distância.

Cenário 1:

Lula (PT): 54%

Jair Bolsonaro (PL): 34%

Branco/nulo/não vai votar: 9%

Indecisos: 2%

Cenário 2:

Lula (PT): 53%

Ciro Gomes (PDT): 24%

Branco/nulo/não vai votar: 21%

Indecisos: 2%

Cenário 3:

Lula (PT): 58%

Simone Tebet (MDB): 17%

Branco/nulo/não vai votar: 22%

Indecisos: 3%

O Quaest é um instituto de pesquisas com sede em Belo Horizonte. Até 2020, segundo dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a empresa realizava pesquisas eleitorais só em Minas Gerais. Hoje, faz levantamentos sobre intenções de voto para presidente e em outros estados. O instituto tem uma parceria com a Genial Investimentos, a qual financia levantamentos sobre as eleições de 2022. As pesquisas são realizadas com entrevistas presenciais.

 

[Uol]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.