Vereador denuncia preços abusivos em clÍnicas de Rio Branco

Antonio Muniz

Indignado com os valores cobrados pelas clínicas privadas e laboratórios de Rio Branco, o vereador Célio Gadelha (MDB) relatou sobre as denúncias que tem recebido da população. O parlamentar lamentou que em tempos tão difíceis as pessoas ainda tenham que passar por essa situação para salvar a própria vida. ‘’Acontece o seguinte nesse momento de pandemia de dificuldade, vidas se foram, e outras pessoas querendo tirar proveito agindo de má fé’’ disse o vereador. O vereador afirmou que também se sentiu uma vítima desses abusos praticados e denunciou os preços cobrados nas internações de seus familiares. “A minha família também passou por isso, minha irmã entrou e já cobraram três mil a outra irmã cinco mil e meu pai quinze mil, isso é um absurdo! Que critérios eles  usam para cobrar esses valores tão exorbitantes”, questionou o parlamentar emedebista. O vereador informou que solicitou, por meio de ofício, o Procon e o Ministério Público para que façam inspeção nas clínicas em vista da política abusiva de preços adotada pelo hospital. Célio entende que os custos aumentaram em função da pandemia, mas nada justifica tanta exploração.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.