Bolsonaro reafirmou apoio à transição, diz Alckmin após encontro com o presidente

O presidente Jair Bolsonaro (PL) reafirmou apoio à transição com o governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), nesta quinta-feira (3), após encontro com o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) no Planalto.

“Foi positivo. O presidente convidou, nós estávamos saindo já. Reiterou o que disse o ministro Ciro Nogueira e o general Ramos. Para que se tenha transição tranquila, da disposição do governo de prestar todas as informações, colaborações, pautadas pelo interesse publico”, disse Alckmin, que assumiu a coordenação da equipe de transição para o próximo governo.

Questionado se houve parabenização pela parte de Bolsonaro, o ex-governador de São Paulo respondeu que Bolsonaro falaria posteriormente.

Segundo auxiliares da presidência, o encontro foi breve e serviu para que o presidente se coloca a estrutura do governo à disposição neste processo de transição. Alckmin foi levado a Bolsonaro por Pedro César de Sousa, chefe de gabinete do atual presidente. O vice-presidente eleito foi chamado pelo auxiliar de Bolsonaro no momento que deixava o palácio após conversar com os jornalistas.

O encontro entre os dois durou menos de dez minutos e na sequência o presidente Bolsonaro retornou à residência oficial, no Palácio da Alvorada.

A fala de Alckmin foi após a reunião da equipe de transição com o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU)Bruno Dantas. Também participaram do encontro os ministros Vital do Rêgo, Antonio Anastasia e Jorge Oliveira.

Acompanham Alckmin nas conversas iniciais da equipe de transição em Brasília a presidente do PT, Gleisi Hoffmann e o coordenador do programa de governo da campanha de Lula, Aloizio Mercadante.

Dois parlamentares petistas também participaram da reunião: senador Paulo Rocha e deputado Reginaldo Lopes.

 

[CNN]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.