Vice-presidente nacional do PSL afirma que Valério e Rocha deram exemplo de grandeza

Antonio Muniz

Em Entrevista ao jornalista Antonio Muniz, no programa RB Notícias, nesta sexta-feira, 03, ao vivo, na TV Rio Branco-SBT, o vice-presidente nacional do PSL, deputado federal Junior Bozella (SP) afirmou que, tanto o presidente regional, Pedro Valério, quanto o novo presidente da executiva municipal, vice-governador Wherles Rocha deram demonstração de grandeza. Por isso,  os problemas internos foram superados da melhor forma possível.

Pedro Valério também esteve na mesma entrevista e deram boas vindas ao vice-governador Wherles Rocha que, por sua vez, admitiu que, por falta de habilidade de sua arte foi gerado princípio de conflitos internos. Bozella afirmou que Valério continua com carta branca da direção nacional  para continuar na direção regional  do PSL e fará trabalho conjunto com o presidente municipal, Wherles Rocha.

Bozella afirmou que o liberalismo social e a responsabilidade de construir um Brasil melhor para todos é um dos pontos que, naturalmente, une os dois partidos. “O Rocha foi excelente deputado federal, antes havia feita bom trabalho como deputado estadual e agora é vice-governador. Por isso, sua filiação fortalecer o PSL e oferece maior respaldo ao nosso partido”, afirmou Bozella.

Bozella passou três dias em Rio Branco voltou para São Paulo no início da tarde desta sexta-feira, segundo ele, ciente de que o partido continua no rumo certo e sairá vitorioso na disputa eleitoral deste ano. “Conversei com as principais lideranças do nosso partido no Acre e volta para São Paulo muito feliz por saber que o nosso partido, que já era grande, ficou maior”, afirmou.

Segundo Valério, as pré-candidaturas no interior, tanto majoritárias, quanto proporcionais, continuam como antes. Ele também acredita que a entrada de Rocha fortalece o partido, na capital e interior e as metas de trabalho deverão ser ampliadas, seja no executivo, quanto no legislativo.  “A população conhece bem nosso ideologia e o nosso compromisso com o Acre”, afirmou.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.