Policia já tem um suspeito pela a morte de candidato a vereador em Porto Acre

O candidato a vereador Elivaldo Santana dos Santos, de 36 anos, pode ter sido vítima de um crime passional, conforme o delegado responsável pelas investigações, Rafael Pimentel.  O candidato foi assassinado quando saia de casa no Ramal do Açaí, região da “Vila do V” na última quarta-feira (24).

De acordo com o delegado, essa é uma das linhas que a polícia vem investigando, já que a hipótese de latrocínio já foi descartada. Nenhum bem material da vítima foi levado pelos criminosos, segundo as investigações.

Pimentel não quis adiantar muitas informações para não atrapalhar o andar da investigações, porém, adiantou que oito pessoas já foram ouvidas e a polícia já tem um suspeito que teria dado aos comparsas a ordem da possível execução. Ainda segundo o delegado, o crime pode ser esclarecido ainda esta semana.

“O crime foi planejado e calculado e pela forma que foi feito a motivação passional aparece bem forte nas investigações, nada é descartado. Nós já temos um suspeito à medida com que levantamos as informações das possíveis pessoas que possam desejara a morte da vítima”, disse Rafael Pimentel. 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.