MP/AC pede abertura de sindicância para apurar circunstâncias da morte de mulher dento do FOC

Por Marcelina Freire

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC)enviou uma recomendação ao Corregedor Administrativo do Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN) para que seja aberta uma sindicância que apure a morte da detenta Jamilly Ferreira Barbosa de 39 anos, ocorrido no último domingo, 22, dentro  de uma da cela no presídio feminino da capital.

A mulher estava presa pela prática de furto simples, e sofria de problemas mentais. Jamily foi assassinada por duas colegas de cela. Ana Clara Freitas de Sá, de 23 anos, e Waldereis de Souza Nascimento, de 40 anos, que confessaram ter cometido o homicídio porque Jamilly por ter problema mental “perturbava” muito. A vítima foi encontrada na cela na manhã do último domingo com um corte no pescoço e nos pulsos cortados. Segundo as autoras, elas usaram lâminas de barbear para a Jamily. 

Segundo o MPAC, o estado é responsável pela vida de quem está sob sua responsabilidade, o Ministério quer saber se era viável as três ocuparem a mesma cela.  “O que o MPAC quer saber se era viável a presença das três, com o histórico de vida dessas três reeducandas estarem juntas na mesma cela. O Estado é responsável em garantir a vida de quem está sob sua custódia”, afirma o Promotor de Justiça Tales Tranin.

O  IAPEN já havia pedido a transferência das duas para o Presídio de Cruzeiro do Sul, o que já tinha sido também concordado pelo Ministério Público. "O MP já tinha dado um parecer favorável, o juiz já tinha autorizado e aguardávamos apenas a autorização do juízo de Cruzeiro do Sul, já que não pode acontecer transferência sem essa anuência”, afirma Tranin.

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.