Mais um suspeito de atuar como coiote no transporte de imigrantes do Brasil para o Peru é preso pelo Gefron

Ascom/Sejusp

O Grupo Especial de Fronteiras (Gefron) surpreendeu mais um suspeito de atuar coiote no transporte de imigrantes do Brasil para o Peru. O homem, de nacionalidade peruana, foi preso no final da tarde desta quarta-feira, 17, com 15.150 dólares, 222 reais e 140 soles peruanos. A prisão aconteceu na BR 317, que liga as cidades de Brasileia e Assis Brasil.

De acordo com informações da equipe comandada pelo tenente-coronel Antonio Teles, durante a abordagem, os policiais encontraram os valores apreendidos e, ao questionar o suspeito, este não apresentou nenhum tipo de registo dos órgãos fiscalizadores. A quantia soma cerca de R$ 80 mil em valores convertidos.

O delegado de Polícia Civil, Rêmulo Diniz, ressaltou que este segundo suspeito adotou o mesmo modus operandi. “Ele veio em voo onde vários imigrantes chegaram do estado de São Paulo e não tem qualquer comprovação da origem do dinheiro. Praticamente todo o dinheiro era em moedas estrangeiras, o que necessita de um câmbio por órgãos oficiais aqui no país e ele não apresentou os documentos”, afirmou.

O suspeito foi conduzido para a Polícia Federal, onde será feita a perícia dos celulares e análise de documentos apreendidos.

Diniz destacou que a ação do Gefron auxilia as forças federais na descoberta de como funciona o sistema criminoso que tenta levar imigrantes para fora do país. “Além disso, ajuda a apurar o envolvimento em outros crimes que possam estar vinculados, como o tráfico de drogas, por exemplo. Estamos dando uma resposta dura, pois a fiscalização de nossa fronteira continua ativa”, concluiu.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.