Sargento da PM do Acre desenvolve aplicativo que possibilita identificar deficiências no aprendizado de estudantes

Há quem observe suas próprias dificuldades e as direcione para ajudar outras pessoas. Isso se chama solidariedade. Foi dessa forma que o sargento da Polícia Militar do Acre (PMAC), Leonardo Fleming, se inspirou a criar o aplicativo Na Escola, que torna possível a participação dos pais em tempo real na vida escolar dos filhos, além de propor uma maneira inovadora - mais ampla e detalhada - de avaliação e a identificação de problemas que dificultam o aprendizado.

Por meio do aplicativo, a avaliação é feita em cada aula, com base em diversos aspectos: participação, pontualidade, comportamento, atividade em grupo, proatividade, entre outros. Um perfil geral do aluno é apresentado e pode ser visualizado a qualquer momento pelos pais. Assim, eles podem acompanhar a rotina escolar dos filhos (faltas, tema das aulas, desempenho nos trabalhos etc) e identificar, juntamente com os professores e outros profissionais, possíveis deficiências, como o autismo, por exemplo. 

O sargento Leonardo ou apenas Léo, como gosta de ser chamado, explica que a ideia do App surgiu de suas próprias experiências e percepções durante a vida escolar. “Eu tive algumas dificuldades na escola e os professores não sabiam explicar aos meus pais exatamente o porquê. Só vim descobrir mais tarde. Então, pensei que podia ajudar outras pessoas a não passar pelo que passei”, disse.

O “Na Escola” está disponível há cerca de um ano e já é utilizado por professores de alguns estabelecimentos de ensino de Rio Branco, em fase de teste. O militar está em busca de apoio para divulgar a ferramenta, pois acredita que pode ajudar a melhorar bastante a qualidade do ensino.

Apresentação em eventos

Com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/Acre), o sargento Leonardo Fleming participou, a convite, da edição 2019 do Startup Summit, ocorrido no mês passado, em Florianópolis. O evento reúne empreendedores do ramo tecnológico de todo o país e também internacionais. 

Lá, o militar apresentou o “Na Escola”, que teve uma boa repercussão: rendeu contatos e outros convites. Entre eles, sua participação no Fórum Educação Empreendedora, promovido pelo Sebrae do Tocantins, que acontecerá em novembro, em Palmas. 

Leonardo também vem sendo sondado para apresentar a nova ferramenta em eventos fora do país, como é o caso dos Estados Unidos. Ele pretende lançar o aplicativo, oficialmente, em outubro deste ano.

 

 

Assessoria de Comunicação da PMAC

Assessoria de Comunicação da PMAC

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.