Em 10 dias, forças da Segurança apreendem mais de 500 quilos de drogas

Graças ao novo formato de integração das forças de segurança pública do Acre, no período do dia 25 de julho a 4 de agosto foram apreendidos mais de 550 quilos de drogas no estado, tanto na capital quanto no interior.

“Esse resultado é fruto de um trabalho integrado das forças de segurança do Acre, bem como da inteligência, que vem realizando investigações pontuais e eficazes. É uma quantidade significativa de apreensão de drogas em um curto espaço de tempo, o que demonstra o compromisso do Estado em tornar o Acre um lugar cada vez mais refratário às práticas criminosas”, destacou o secretário de Segurança, coronel Paulo Cézar Santos.

Para o delegado-geral da Polícia Civil, Josemar Moreira, o êxito é fruto de um um trabalho integrado e bem articulado pelas forças no âmbito estadual e federal, coordenado pela Secretaria de Justiça e Segurança Pública.

Desde setembro do ano passado, foi implantado no estado o Grupo Especial de Fronteira (Gefron), formado por integrantes das polícias Militar e Civil e do Corpo de Bombeiros. O grupo atua diretamente nas regiões de fronteira com Peru e Bolívia, com ações terrestres e fluviais de fiscalização e combate ao tráfico de drogas na região.

“O bom resultado surgiu da união de forças por meio do Gefron. Mas o enfrentamento precisa ser contínuo e devemos fortalecer nossas instituições para que ações como essa sejam constantes”, analisou Josemar Moreira.

De acordo com o coordenador do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira (GGIF), coronel PM Sousa Filho, o Gefron tem se destacado cada vez mais em sua atuação nas fronteiras, com inúmeras apreensões de drogas, armas e veículos roubados. O grupo tem dificultado a rota do tráfico e apoia delegacias do interior em situações em que haja necessidade. “Várias rotas utilizadas para o tráfico já foram sufocadas”, relatou.

 

Agência


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.