Corpo de criança assassinada no DF está pronto para ser transladado ao Acre

O corpo do menino R. M. S. C., de 9 anos, assassinado pela mãe, na última sexta-feira, 31, em Brasília, já foi identificado no Instituto Médico Legal (IML) do Distrito Federal. O processo de reconhecimento, que costuma demorar em torno de 10 dias devido à tipologia do crime, foi antecipado pelo IML e concluído na tarde desta segunda, 03.

A Defensoria Pública do DF conseguiu a emissão da Certidão de Óbito e Guia de Sepultamento para que o corpo da criança possa ser trasladado para Rio Branco.

“O mais demorado a gente conseguiu antecipar ontem. Como foi uma morte violenta era preciso passar pelo processo de identificação. Esta foi a parte mais difícil devido ao tipo de crime praticado”, explica o defensor acreano, Celso Araújo Rodrigues.

O governo do Estado do Acre já providenciou o pagamento das despesas da funerária e do translado. Está também dando apoio aos familiares por meio da Defensoria Pública, Casa Civil e Secretaria de Assistência Social dos Direitos Humanos e Política para Mulheres, para que o corpo do menor possa ser trazido para o estado, onde deverá receber homenagens da família e amigos.

 

Agência


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.