Barão do petróleo pode perder US$ 17 bi e ter divórcio mais caro do mundo

SÃO PAULO – O barão do petróleo dos EUA Harold Hamm anunciou no ano passado que está se divorciando. Desde então, a expectativa de Wall Street era de que Hamm iria travar uma luta em defesa de sua fortuna e empresa, mas não esperavam que a briga chegaria onde está.

Segundo a rede CNBC, o divórcio está em sua segunda semana de julgamento.

A ex-mulher, Sue Ann, pede parte do dinheiro que o executivo ganhou enquanto eles estavam casados.

Hamm, que é uma das 50 pessoas mais ricas do mundo, criou a Continental Resources em 1967, duas décadas antes de os dois se casarem. Porém, nos últimos anos, a companhia quintuplicou o seu valor, somando mais de US$ 17 bilhões, de acordo com uma análise econômica realizada pela equipe legal da ex-mulher.

O resultado disso tudo? De um lado, o magnata do petróleo, que afirma que esse valor foi adquirido por pura sorte. Do outro, a ex-mulher, que afirma que a fortuna é resultado da sabedoria do marido.

Para o advogado especializado em divórcios em casos de alta renda Raoul Felder, essas disputas acontecem o tempo todo, mas o que chama a atenção nesse caso é a quantia disputada. "Esse é o King Kong dos divórcios", afirma.

Este pode ser o divórcio mais caro da história, superando o de US$ 4,5 bilhões envolvendo o executivo russo Dmitry Rybolovlev.

O casal Hamms nunca assinou um acordo pré-nupcial e, depois de três filhos e quase três décadas juntos, a alegação do bilionário de que a sua fortuna não passou de pura sorte dificilmente será aceita pela corte. "É difícil acreditar que um homem que construiu uma empresa não tinha nada a ver com o sucesso da mesma", explica Felder. 

Ampliar

 

Fonte: Uol


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.