Mulher é picada por cobra ao se sentar em vaso sanitário e acaba salva a marteladas

Uma mulher acabou picada por uma cobra ao se se sentar em vaso sanitário no banheiro da casa em que mora na Tailândia.

As presas da serpente ficaram cravadas numa das coxas de Anna, que sangrava muito. Os gritos foram ouvidos por Chunya Sittiwichai. A adolescente entrou no banheiro e, apesar da cena assustadora, conseguiu agir e salvar a mãe.

A mãe Chunya conseguiu arrancar a serpente da perna e a filha, com a ajuda de um irmão, golpeou seriamente o réptil com marteladas, conforme registrou no Facebook.

"Minha mãe estava quase perdendo a consciência enquanto a cobra continuavam picando", disse a jovem, em reportagem do "Daily Mirror". "Ela foi tão corajosa, eu teria desmaiado", acrescentou.

A vítima foi levada a um hospital próximo, onde se recuperou totalmente do ataque. A cobra, bastante ferida, ficou presa no banheiro até a chegada de especialistas, para a sua remoção.

"Como uma cobra desse tamanho foi parar na privada? A gente mora na cidade, não no meio do mato. Pelo menos aprendi a olhar bem antes de me sentar num vaso", completou a tailandesa.

 

Extra


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.