INPA estuda oferta de Mestrado Profissional de Gestão em Áreas Protegidas para o Acre

O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA poderá ofertar uma turma de Mestrado Profissional de Gestão em Áreas Protegidas na Amazônia exclusivamente para o Estado do Acre. A articulação para a vinda deste mestrado está sendo liderada pela parceria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre – IFAC com as Secretarias de Estado de Meio Ambiente – SEMA e de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis - SEDENS, Fundação de Tecnologia do Estado do Acre – FUNTAC e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Acre – FAPAC. Reuniões para tratar sobre a oferta deste curso aconteceram durante na sexta-feira, dia 29, com visita a Unidade de Apoio da Floresta Estadual do Antimary, localizada a 126 quilômetros de Rio Branco.

O INPA oferece o Mestrado Profissional de Gestão em Áreas Protegidas na Amazônia no Amazonas há cinco anos. A proposta é que a sexta edição seja exclusiva para o Acre. Ao todo 47,8% do território do Acre são de áreas naturais protegidas (9,8% de proteção integral, 24,9% de uso sustentável e 13,10 % de terras indígenas), além das áreas de fronteira com a Bolívia e o Peru, motivos que impulsionam a realização de uma versão exclusiva para o Estado.

A coordenadora do Programa, Profª Drª Rita Mesquita, esteve no Acre para dialogar com o grupo de parceiros e conhecer um possível local para a realização das aulas. Ela explicou que o Mestrado está na área das Agrárias I, tem conceito 3  pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e tem como linhas de pesquisas Gestão Ambiental, Conservação e Uso de Recursos Naturais, Legislação Ambiental e Monitoramento Ambiental. “O principal objetivo deste programa é capacitar gestores ambientais, buscando qualificá-los e inseri-los no panorama global da conservação e da inserção das áreas protegidas em planos nacionais e globais de desenvolvimento sustentável”, disse.

                “Recursos Naturais é um dos principais eixos tecnológicos dos cursos técnicos e superiores que o IFAC oferece. Com este Mestrado temos a perspectiva que os servidores do Instituto possam aproveitar essa oportunidade para ocuparem parte das vagas, habilitando-se como futuros multiplicadores destes conhecimentos", explicou a reitora, Profª Rosana Cavalcante.

A proposta é que o edital para o mestrado em áreas protegidas no Acre seja lançado até março do próximo ano.  Está em estudo que as disciplinas sejam concentradas em dois meses intensivos a serem ofertadas dentro da Floresta Antimary e seu entorno. A Unidade de Conservação de Uso Sustentável possui 56 mil hectares. Nela vivem 53 famílias que produzem produtos madeireiros e não-madeireiros e ofertam serviços ambientais.

 

Assessoria-IFAC

 

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.