Enilson Amorim Lança Animação em 2d no Dia Nacional do Folclore

 

Chargista é tido como uma das mais promissoras referencia do Folclore Local 

O escritor e artista plástico Enilson Amorim lançará no dia 22 de agosto, às 20 horas, na Biblioteca da Floresta, a animação em 2d Abelardo e o Curupira. O curta-metragem financiado pelo Fundo Municipal de Cultura é baseado no livro infantil escrito e ilustrado pelo próprio artista lançado em 2012 com o apoio da Lei Municipal de Incentivo a Cultura(FGB). Amorim escolheu esta data porque é o dia em que o povo brasileiro comemora o dia nacional do Folclore Brasileiro.


O curta narra a história de um seringueiro de nome Abelardo que vive no seringal “Oco do Mundo”, lugar de muita exploração por parte dos seringalistas, além é claro, dos boatos da existência de uma garoto que espanca caçadores que ousam matar mais de uma caça. A animação em 2d traz uma educação ambiental moldada nas lendas de nossos antepassados vivenciados por índios e seringueiros que por aqui passaram além de possuir uma ótima canção para alegrar os pequenos.


Com uma carreira cheia de premiações nas mais diversas áreas das artes visuais, Amorim é sem dúvida nenhuma uma das figuras mais ilustre de nosso tempo em terras acreanas, possuidor de traços firmes que lembram nossas origens e uma visão voltada para o futurismo ele comenta que pretende escrever, dirigir e desenhar a Revolução Acreana em Animação. “Esta sem dúvida será a minha mais sublime realização”. Frisa o jovem de família humilde que veio dos seringais no início dos anos 80 enxotado pelo êxodo rural.
O Artista

Enilson Amorim é um artista acreano natural de Rio Branco e seus primeiros traços na arte foi ainda na infância na escola Anita Garibaldi localizada no segundo distrito, sua paixão pela caricatura se deu quando se deparou com os traços de Emanoel Candido do Amaral no Jornal a Folha do Acre. Daquele dia em diante o velho cabeça branca não sabia que mais tarde aquele menino brilharia, e aos 17 anos Amorim foi parar na Redação do Jornal “O Rio Branco” para desenhar caricaturas de lá o menino deslanchou como artista plástico, diagramador, quadrinistra, chargista, escritor e agora criador de desenho animado.

O Trabalho


Sobre o Curta animado “Abelardo e o Curupira”, o artista comenta que é mais um presente as crianças de meu estado querido, que tanto tem sofrido com a carência de matérias que narre nossas coisas, nossos costumes crenças e tradições e será uma alternativa perfeita como recurso didático para que o professor utilize em sala de vídeo e outras mídias. Atualmente o artista esta se graduando em História e pretende em breves meses apresentar ao público acreano mais um livro de Literatura Infantil.


A carreira


Enilson Amorim lançou com apoio do SESC-Acre seu primeiro livro Infantil intitulado Mapinguari a Lenda em 2009, em 2012 dirigiu e animou a Animação Aegypit a Mosquita da Floresta da Escritora KelenGreyce, no mesmo ano o artista lançou “Abelardo e o Curupira” e mais tarde em 2013 lançou um curta metragem animado intitulado “Mapinguari a Lenda” que fora dirigido por ele, lançado no dia das homenagens dos 40 anos do cinema acreano na Biblioteca da Floresta, e no inicio de 2014 Enilson lançou mais um livro infantil “Clarinha e o Boto” e recentemente ganhou uma moção de aplausos concedida pela mesa diretora da Assembleia Legislativa pelos seus relevantes trabalhos prestados a literatura e artes visuais em terras acreanas, além disto o artista ganhou diversos prêmios de jornalismo José Chalub Leite na Categoria Charge, prêmio este tido como o Oscar do Jornalismo Acreano.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.