CUT/AC promove café da manhã para comemorar data alusiva ao Dia do Homem


MANOEL FA??ANHA

A Central ??nica dos Trabalhadores (CUT/AC) ofereceu na manhã desta terça-feira (15) um café da manhã alusivo ao Dia Nacional do Homem. A data é escolhida para lembrar ao homem que ele não é invencível e que precisa cuidar da saúde assim como as mulheres.

O data é, na verdade, o Dia Nacional da Saúde do Homem. Pensando nisso, a presidenta da Central ??nica dos Trabalhadores do Acre (CUT/AC), professora Rosana Nascimento convidou o urologista Mauro Cezar Trindade para palestrar aos presentes. O médico falou por quase uma hora sobre aspecto da saúde, apresentando dados estatísticos, inclusive de expectativa de vida do homem brasileiro (os homens morrem em média 6 anos mais cedo que as mulheres). O médico encerrou a palestra falando do câncer de próstata e, logo depois, abriu para perguntas.

Um dos temas na saúde que o mais constrange o individuou do sexo masculino ainda diz respeito ao exame do toque retal para o diagnóstico de um possível câncer de próstata. O preconceito entre os homens para a realização do exame ainda é grande, mas precisa ser quebrado, pois quanto mais rápido diagnostico, mas rápido pode ser a cura.

Dando prosseguimento à política de prevenção à saúde do homem, uma equipe da Secretária Municipal de Saúde esteve presente ao evento, onde ofereceu teste de sangue para o diagnóstico de várias doenças, entre elas, o vírus HIV.

Secretária da relação do trabalho da CUT-Acre, Mercedes Coelho, dedicou durante a solenidade um verso numa forma de homenagear o Dia Nacional do Homem. Por outro lado, o ativista político Abrahim Farhat, o Lhé, também prestou homenagem ao saudoso sindicalista Alexandre Leite. O ativista ainda aproveitou a plateia para falar dos conflitos armados na região da Palestina

Por fim, a presidente da CUT/AC, Rosana Nascimento, agradeceu a presença de cada homem presente a atividade. A sindicalista falou da importância da data, principalmente para lembrar aos homens aspectos de saúde.

Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.