Carreta com carga de óleo tomba na BR 317 e motorista escapa ileso

 

Por volta das 13 horas desta quarta-feira, uma carreta placas HSJ 7199 de Campo Grande (MS), dirigida pelo profissional Hélio Lopes Júnior (39), tombou na BR 317 quando se deslocava para a capital do Acre, Rio Branco, com uma grande carga de óleo comestível após realizar o trâmite na região de fronteira.

Segundo o motorista que escapou ileso, disse que quando chegou na curva, a carga pendeu para o lado da pista obrigando a fazer uma manobra forçada. Neste momento, a carreta fez com que saísse da BR indo a tombar e espalhasse toda a carga.

Foi dito que levava a carga de aproximadamente 1200 caixas de óleo comestível, cerca de 30 mil litros, ficou ao lado da carreta e quase tudo seria recuperado pela empresa responsável. Homens do 10º Batalhão da Polícia Militar foram até o local para ajudar na segurança e evitasse que houvesse saque da mercadoria.

Homens do corpo de bombeiros também foram até o local, mas não precisaram efetuar nenhum tipo socorro ao motorista, uma vez que não sofreu sequer um arranhão pelo corpo. O caso seria registrado junto as autoridades locais. [O Alto Acre]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.