Acreanos participam da 31ª Feira Nacional de Artesanato em Belo Horizonte

Agência de Notícias

Será realizada em Belo Horizonte (MG), de 1º a 6 de dezembro, a 31ª Feira Nacional de Artesanato – Rotas do Brasil, no Centro de Convenções Expominas. Participarão presencialmente do evento 12 artesãos acreanos e outros quatro farão o envio de peças.

A participação da comitiva acreana é fruto de articulação da Secretaria de Empreendedorismo e Turismo do Acre (Seet), em parceria com o Sebrae, com o Programa Nacional do Artesanato e com o programa REM do KfW.

A feira é uma grande vitrine para o artesanato brasileiro e tem o papel de conectar o artesão com lojistas do mundo inteiro. “O resultado dessa poderosa vitrine reflete no escoamento de pelo menos 50% da produção dos expositores acreanos, movimentando a economia durante todo o ano”, destaca Suelany.

A artesã Francisca Erlandia Assis, que atua há 15 anos com artesanato feito de cipó tradicional, cipó titica e também sementes, reforça que a participação nas feiras nacionais é muito importante para a divulgação e vendas. “Além das vendas nos dias de exposição, fazemos contatos com lojistas e recebemos muitas encomendas”, declara.

O Acre vai apresentar artesanato indígena, marchetaria, peças em madeira, biojoias, sapatos e outros itens de látex e cestarias diversas, entre outros produtos.

A feira

Possivelmente, será o único evento de artesanato realizado em 2020 no Brasil. A realização da feira cumpre com todos os protocolos de segurança recomendados pela Organização Mundial de Saúde.

Uma das grandes novidades deste ano é a Feira Virtual, disponibilizada por  meio de uma plataforma inovadora e interativa. O internauta poderá conhecer os trabalhos e entrar em contato com todos os expositores presentes. Cada estande será registrado com imagens formando uma visão 360º de cada área.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.