Usuários em débito com o Depasa têm até dezembro para aderir ao Regularize

O usuário que estiver em débito com o Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa) tem até o dia 30 de dezembro para aderir ao programa de renegociação de débito (Regularize), negociar a dívida e ficar em dia com a concessionária de serviços de água e saneamento do estado.  Por meio do programa, o consumidor tem oportunidade de parcelar sua dívida em até 60 vezes. O desconto sobre juros e multas pode chegar a 95%.

Para aderir ao programa basta ir à Central de Atendimento na OCA ou em uma das agências do Depasa no interior do estado. Ao solicitar o atendimento, o usuário deve ter em mãos os documentos pessoais (CPF, RG, comprovante de residência), informar o número de matrícula e fazer sua atualização cadastral.

O Programa Regularize abrange todos os débitos dos usuários referentes ao consumo de água, esgotamento sanitário ou qualquer outra prestação de serviços, vencidos até o dia 25 de junho de 2019, podendo ser pagos à vista ou negociados em até 60 parcelas. Os débitos em procedimentos judicializados também poderão fazer parte do programa.

O consumidor poderá pagar seus débitos à vista ou de forma parcelada, com desconto de até 95% sobre encargos e multas, conforme tabela definida na resolução que autoriza a instituição do programa.

Inadimplência

De acordo com o Depasa, a produção de 250 litros de água tratada custa à concessionária do serviço, R1,90. O Depasa cobra ao usuário R$1,70. Com a estrutura atual, são produzidos 1.000.360.000 m²/h de água, mas o Depasa recebe apenas 18% do valor que deveria receber pela quantidade de água  que distribui. A inadimplência chega a 60%.

Atualmente, no sistema do Depasa, há 120 mil usuários cadastrados. Esse número equivale a apenas 40% do total de usuários que efetivamente consomem a água coletada, tratada e distribuída pelo órgão. O recadastramento não é feito desde 2001. Entre os usuários cadastrados, 50 mil não possuem hidrômetro e pagam taxa mínima no valor de R$17,00.

Com apenas 18% de arrecadação, inadimplência e o índice de desperdício em torno de 60% não é possível garantir a qualidade do sistema.” O programa de parcelamento é importante para que possamos garantir a manutenção e melhorar a qualidade do atendimento aos usuários”, explica o diretor presidente do Depasa, Zenil Chaves.

 

 

Agência


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.