Instituto de Saúde do Acre: ?Nunca foi debatido ou apresentado aos sindicatos?, afirma sindicalista

Por Wanglézio Braga

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Acre (SINTESAC), Adailton Cruz, afirmou hoje (27) em rede social que nunca foi procurado para falar sobre o Instituto de Saúde do Acre, projeto do Palácio Rio Branco foi anunciado pelo governador Gladson Cameli, do PP, na noite desta quinta-feira (26) em Cruzeiro do Sul durante a abertura do 4º Festival da Farinha.

“Informamos aos trabalhadores em geral, aos usuários dos serviços em saúde e aos trabalhadores do PRÓ-SAÚDE, que este projeto nunca foi debatido, apresentado ou discutido com nenhum seguimento da sociedade civil, inclusive os Sindicatos. Desconhecemos totalmente o seu teor, e assim como ocorreu em Goiás, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Brasília e outros entes federados, o projeto de terceirização foi encaminhado nestes moldes e aprovado às sombras, nas respectivas assembleias legislativas, desconstituindo o SUS local, estando hoje todos os gestores envolvidos nos mais graves escândalos de corrupção, desvio de recursos, falência, fechamento de leitos, exploração dos trabalhadores e o sistema em colapso”, escreveu Cruz.

Na postagem, o sindicalista fez um alerta aos deputados da Aleac e pediu que o projeto não fosse apresentado. “Alertamos aos parlamentares que não deixem sequer, o projeto entrar em discussão nas comissões, sem antes termos acesso ao seu inteiro teor, e manifestarmos as nossas proposituras de alterações ou negativa total, caso tenha como cunho a terceirização do SUS acriano. Por todo o exposto, considerando o risco iminente de danos irreversíveis ao já sofrido sistema de saúde acriano, a assistência, aos trabalhadores e aos usuários, nos manifestamos totalmente contrários”, alertou Cruz.

Por fim, o presidente do SINTESAC informou que “estaremos em caráter de urgência, mobilizando parlamentares, usuários e trabalhadores a barrarem esse possível golpe, ao sistema de saúde do nosso estado”.

No projeto, o executivo estadual enxerga uma possibilidade de melhorar o setor e resolver de uma vez por todas a situação de irregularidade junto à Justiça dos servidores do Pró Saúde do Acre. A ideia do governo é migrá-los para o Instituto.  

"Nós precisamos agir contra o tempo. Vai acabar com a insegurança dessas pessoas que estão batalhando para cumprir o seu papel que é dá um atendimento de excelência para o nosso povo”, justificou Cameli acreditando que o Instituto


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.