Governo impulsiona ocupação produtiva de áreas abertas em Feijó

Com 87% de floresta nativa preservada, o Acre tem apostado na ocupação produtiva das áreas abertas para gerar mais renda aos agricultores e impulsionar o desenvolvimento sustentável. O milho é uma das culturas apropriadas para a atividade de regeneração da terra.

Com o intuito de fomentar o plantio do grão, que além de ter excelente preço de mercado também serve como ração para animais, a Secretaria de Estado Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof) distribuiu nesta quarta-feira, 20, quatro toneladas de sementes de milho para os agricultores de Feijó, beneficiando 250 famílias diretamente.

As sementes chegam em momento oportuno, já que, de acordo com o calendário agrícola, a partir das primeiras chuvas de setembro a terra está devidamente preparada para ser germinada.

“A partir de agora, os produtores que estão com a terra pronta terão como plantar o milho e colher no tempo certo”, observou o presidente da Associação Nova Vida, Antônio Carlos Ribeiro.

Compreendendo a necessidade de investimentos em tecnologia agrícola, para extinguir o uso de fogo em áreas produtivas, a Seaprof realizou anteriormente a mecanização das propriedades contempladas com o grão.

Segundo o presidente da Associação de Produtores Rurais do Seringal Benfica, Geovane de Lima, a comunidade já vem desenvolvendo o sistema de plantio consorciado desde 2005. “Muitos dos nossos produtores já cultivam sistemas agroflorestais, o que tem resultado na redução à zero da utilização de fogo nas nossas propriedades. A parceria com o governo nos ajuda a continuar com essa filosofia de trabalho”, frisou.

Ao todo, cinco municípios serão contemplados com as sementes de milho híbrido – Tarauacá, Feijó, Manoel Urbano, Sena Madureira e Bujari. O investimento conta com apoio e incentivo do Fundo Amazônia.

João Thaumaturgo Neto, secretário de Estado de Produção, ressaltou a importância da agricultura familiar para o desenvolvimento regional. “A base da alimentação do povo acreano é oriunda da agricultura familiar, e é por compreender a sua importância que o governador Tião Viana tem direcionado recursos para o segmento. Em breve, lançaremos o plano agrícola de Feijó, que tem como uma das principais frentes de investimento a cadeia da fruticultura, com foco no açaí”, afirmou.

A realidade do produtor rural no Acre mudou positivamente nos últimos anos, é o que salienta o vereador Antônio Sergione, mais conhecido como “Cabeça”. “O governo Tião Viana tem investido muito na zona rural. Aqui em Feijó, a Seaprof tem desempenhado um trabalho de parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais que tem dado muito certo”, disse.

Governo parceiro

Com R$ 137 milhões em execução na área de produção, o governo do Estado tem gerado o crescimento produtivo e econômico do Acre, ao mesmo tempo em que diminui significativamente o índice de desmatamento ilegal – em agosto o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) apontou uma redução de 32%.

Em Feijó, a Seaprof possui três grandes frentes de atuação: o Programa Fundo Amazônia, responsável pelo fomento de uma agricultura sustentável, com implantação de sistemas agroflorestais, o Programa de Saneamento Ambiental e Inclusão Socioeconômica do Acre (Proser), que atua na promoção dos Planos de Desenvolvimento Comunitários (PDC), e o Programa de Desenvolvimento Sustentável do Acre (PDSA).

Antônio José Conceição, presidente do STR de Feijó, ressalta a importância dos investimentos. “Com  parceria e investimento do governo, quem ganha são os produtores, que estão se beneficiando e aprimorando a produção, o que gera melhoria da nossa renda familiar e qualidade de vida.”

 

 

Agência


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.