Morre Lula da Dimel, empresário pernambucano que optou ser acreano

Por Márcio Nunes

Empresário e pecuarista Luís Antônio Barbosa, 76 anos, conhecido como o “Lula da Dimel”, morreu nesta sexta-feira, 22, em São Paulo (SP), vítima de complicações de Covido-19. Pioneiro na área de distribuição de medicamentos e de farmácias, ele trabalhou muitos anos com distribuidora de medicamentos, tendo fundado, na década de 1980, a empresa Dimel. 

Alguns anos depois, Lula passou a investir no agronegócio e ultimamente passava mais tempo em sua fazenda. Tudo o que ganhou aqui no Acre, investia cada vez mais no Estado, gerando muitos empregos e renda. Era pernambucano de nascimento, mas acreano por opção, pois há mais de 50 anos residia no Acre. 

O empresário era pai de três filhos homens: Luiz Antonio, Rodrigo e Bruno, todos acreanos, que certamente irão administrar com muito carinho todo o seu legado, seguindo os seus ensinamentos do grande homem que muito contribuiu para o desenvolvimento do Acre, em especial de Rio Branco.

“Hoje o Acre perdeu um grande homem, empresário, pai e grande baluarte da sua linda família. Nosso querido amigo e compadre Lula, como era carinhosamente chamado por seus inúmeros amigos, ou para muitos, o Lula da Dimel, deixou o nosso plano, onde cumpriu lindamente a sua missão e legados, entre os quais, o amor que sempre teve pelo Acre, estado que escolheu para ser o seu, sempre apostando, investindo e empreendendo muito em nosso estado. No Acre constituiu sua linda família, que certamente, é o seu bem mais precioso e que seus filhos, seguirão cuidando e seguindo todos os seus inúmeros e sábios ensinamentos”, escreveu a empresária e ex-deputada federal Célia Mendes, em suas redes sociais.

Segundo Célia, quem teve o privilégio de conviver com ele, sabe que sempre foi um pai muito presente, e que fara? muita falta aos seus, porém, nesse momento da sua partida, rogo para que todos os seus familiares e amigos, orem por ele, para que seja recebido pelo Pai Eterno, para que lhe seja propiciado o descanso eterno e merecido, cercado de muita luz e paz. “Registro em meu nome e de seu amigo Narciso Mendes, os nossos sentimentos de pesar e de condolências à todos da fami?lia rogando para que possam receber o conforto necessário nesse momento ta?o difi?cil que todos esta?o vivenciando pela partida do querido Lula”, afirmou. 

Ao fim da postagem, Celia Mendes afirma: “Nosso afilhado Luiz Antônio, seu filho primogênito, que nesse momento de dor pela partida do pai amado, amigo e parceiro, e que encontra-se sozinho em São Paulo. “Clamo a Nossa Senhora de Nazaré, para que lhe acalente, lhe ampare e lhe cubra com seu manto sagrado, propiciando-lhe toda a força para que possas tomar todas as providências necessárias e que certamente, deixará o querido amigo Lula, com seu sorriso brejeiro, muito orgulhoso, aplaudindo a coragem e determinação do seu filho Tantão. Descanse em paz, amigo querido, segurando na mão de Deus!!!”.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.