Estado divulga resultado das operações de fiscalização e combate a crimes ambientais no período de estiagem

Agência

O governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), promoveu a reunião técnica da Comissão Estadual de Gestão de Riscos Ambientais (Cegdra) para a apresentação dos resultados das operações de fiscalização e combate aos crimes ambientais no período de estiagem. Mais de 30 instituições envolvidas nas missões de Comando e Controle participaram do evento online que pode ser acessado por meio do link: https://www.youtube.com/watch?v=y3VtLoRN6go.

Com destaque para as ações contra queimadas, desmatamentos ilegais e invasões nas florestas públicas, as instituições detalharam os resultados durante a reunião com duração de duas horas, realizada na modalidade webinar no canal da Sema no Youtube.

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Israel Milani, agradeceu a todas as equipes pelo trabalho de excelência realizado durante as missões integradas. “Sem dúvida nenhuma, o Estado nunca esteve tão presente no combate aos ilícitos ambientais. Sabemos que o desafio para conter o avanço do desmatamento e também das invasões nas florestas continua, mas a nossa atuação conjunta tem sido uma resposta eficiente de comando e controle”.

O diretor-presidente do Instituto de Meio Ambiente do Acre, André Hassem, destacou a atuação das equipes. “Estivemos em campo, com ações integradas e totalmente planejadas e o resultado é expressivo. Foram aplicados mais de R$ 11 milhões em multas somente pelo Imac e o trabalho de educação ambiental não parou”.

André destacou ainda que foi assinado um Termo de Cooperação Técnica (ACT) entre o Imac e a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) para garantir o cumprimento de metas para pagamento das multas por crimes ambientais aplicadas em todo o estado.

O comandante do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) da Polícia Militar (PMAC), Kleison Albuquerque, agradeceu o apoio das instituições governamentais. “As operações em campo foram bem-sucedidas, nós somos os melhores, ninguém opera em campo no Acre como o BPA opera, mas a gente precisa desburocratizar os processos e liberar recursos para melhorar nosso padrão de trabalho para o próximo ano”.

Representantes do Exército Brasileiro, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) também apresentaram números referentes às operações dos órgãos federais no Acre.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.