Casamento Coletivo reúne mais de 60 casais na Escola Lourival Pinho

Cerimônia nupcial encerrou as atividades do Projeto Cidadão – Caravana da Cidadania.

 

O tradicional Casamento Coletivo, promovido pelo Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), reuniu mais de 60 casais na sexta-feira, 17, na quadra esportiva da Escola Lourival Pinho. A cerimônia nupcial encerrou as atividades do Projeto Cidadão – Caravana da Cidadania, ação social promovida por meio de esforço conjunto entre as instituições que compõem o Sistema Judiciário Estadual: TJAC, Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) e Defensoria Pública do Acre (DPAC).

Na abertura do evento, a coordenadora do Projeto Cidadão, desembargadora Eva Evangelista, parabenizou os casais e ressaltou a união entre as instituições para exercerem política pública.

“Desde muito cedo a comunidade chegou para buscar atendimentos. O sentimento hoje é de gratidão tanto pela responsável pela escola, que disponibilizou o espaço para essa grande ação social, e, principalmente, pelo MPAC e DPAC, que integraram seus serviços para promovermos essa caravana da cidadania, além de outras instituições parceiras”, ressaltou.

O representante do MPAC, promotor de Justiça Rogério Voltolini, salientou sobre a satisfação do órgão em firmar parceria em prol da comunidade e a subdefensora-geral da DPAC, Simone Santiago, destacou sobre a arte de servir e a importância do casamento.

A cerimônia contou com a banda de música da Polícia Militar do Estado do Acre e foi conduzida pelo juiz Vara de Registros Públicos, Órfãos e Sucessões da Comarca de Rio Branco, Edinaldo Muniz, que ressaltou sobre os desafios que o casal enfrenta no casamento e a importância do respeito e amor entre os dois.

O casal José Maria e Socorro Silva resolveu selar a união durante a edição na escola Lourival Pinho, após mais de cinco anos de relacionamento.

“Foi uma oportunidade muito boa para nós. Não tivemos custo nenhum. Era algo que planejamos para o próximo ano, mas como aconteceu essa festa tão perto da nossa casa, adiantamos nossos planos”, contou.

O Casamento Coletivo tem como foco principal garantir à parcela menos favorecida da população a validação de seus direitos civis. Por isso, as taxas e emolumentos (de cerca de R$ 300 por casal) correm à custa dos próprios cartórios de Registro Civil de Pessoas Naturais.

Nesta edição, por exemplo, os casais fizeram a habilitação no 2º Tabelionato de Notas e Registro Civil das Pessoas Naturais de Rio Branco, situado na Via Chico Mendes, durante o dia e, à noite, participaram da cerimônia.

 

 

TJAC


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.