Turistas expulsos do Peru por danos a Machu Picchu já estão na Bolívia

Por Wanglézio Braga

Quinze anos. Esse é o tempo que os brasileiros Cristiano da Silva Ribeiro (30) e Magdalena Abril (20), o chileno Favián Eduardo Vera (30) e os argentinos Nahuel Gómez (28), Leandro Sactiva (32) vão ficar impedidos de entrar na República do Peru após serem detidos e julgados por danificar o famoso Templo do Sol na cidade inca de Macho Picchu construído com blocos de granito há cerca de seis séculos atrás, para adorar o Sol, a maior divindade dos incas.

Os turistas teriam entrado em áreas proibidas onde defecaram, segundo as autoridades peruanas. Os seis entraram clandestinamente no sábado (sem registrar ou pagar os ingressos) para a cidade e se esconderam para passar a noite dentro, o que é proibido.

Ontem (16), as autoridades peruanas iniciaram o processo de deportação dos estrangeiros que foram detidos no último domingo (12). Os turistas foram para a Bolívia por meio da fronteira da cidade de Desaguadeiro às margens do lago Titicaca. Eles foram escoltados pela polícia. Vídeos do momento da deportação e a entrada no solo boliviano passaram a circular nas redes sociais.

O tenente Edward Delgado, da Polícia de Cusco, explicou que agentes da Divisão de Imigração transferiram os cinco estrangeiros em um ônibus de Cusco para a fronteira boliviana, em uma viagem de nove horas em estradas íngremes dos Andes.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.