Final de semana no Acre deve ser quente e abafado, diz meteorologistas

Por Wanglézio Braga

O terceiro final de semana vai ser quente e abafado no Acre. De acordo com os meteorologistas do Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM), que enviaram nota às redações, o sábado (18) terá predomínio de sol entre nuvens. O fluxo de umidade vindo da Amazônia favorece o tempo instável.

“A previsão para todas as regiões acreanas, inclusive a Capital, é de céu nublado com pancadas de chuva e trovoadas a partir da tarde.  Já no domingo (19), o dia será de predomínio de sol entre muitas nuvens, com o tempo variando de nublado a encoberto, e tem possibilidade de pancadas de chuva com trovoadas a qualquer hora do dia em todas as regiões acreanas, inclusive na Capital Rio Branco”, informa o boletim do SIPAM.

Para segunda-feira (20), a instabilidade continua sobre o Acre e o tempo continua carregado em todo o Estado. Para Rio Branco e demais regiões acreanas o “dia será de predomínio de sol entre muitas nuvens, deixando o tempo nublado e no período da tarde e noite ocorrem pancadas de chuva que poderão vir acompanhadas de trovoadas”.

QUASE A MÉDIA 

Sobre as chuvas, até ontem (16) choveu quase 100% da média de todo o mês, na região do Alto Acre, mas somente 29% em Rio Branco. A informação é do pesquisador Davi Friale que acrescentou ainda que a capital “ficou 9 dias sem chover, devido à entrada de ar seco impulsionado por uma alta pressão atmosférica na região portuguesa dos Açores”.

Para o final de semana, Friale prevê “tempo instável, mas abafado, com chuvas a qualquer momento, desde as primeiras horas do dia. Alta probabilidade de chuvas fortes, com raios e ventanias moderadas. A umidade do ar mínima, na parte da tarde, varia entre 65 e 85%, no leste e no sul do estado, e entre 55 e 75%, nas demais áreas. Os ventos sopram, entre fracos e calmos, de direções variáveis, com possibilidade de rajadas moderadas”.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.