Fazendeiro passa mal e é devorado por seus porcos na Polônia

Um fazendeiro, de 71 anos, foi comido por seus porcos após ter desmaiado em Osiek, na Polônia. De acordo com as informações do jornal britânico DailyMail, o homem teria saído para buscar água em um poço, passou mal e acabou sendo devorado por 12 porcos da raça mangalitsa.

Os restos mortais do Sr. Krzysztof, como foi identificado pela mídia local, foram encontrados por um vizinho que sentiu falta do colega durante as festividades de Ano Novo. Quando o vizinho chegou, encontrou uma pilha de ossos e fragmentos de crânio.

Os promotores que investigam o caso suspeitam que Krzysztof pode ter sofrido um ataque cardíaco.

Após a morte do fazendeiro, os vizinhos discutem o destino dos porcos. Alguns defendem o abatimento dos animais, no entanto, veterinários da região são contra.

A raça mangalitsa, de origem húngara, foi desenvolvida no século 19 pelo cruzamento de porcos e javalis europeu. Em entrevista ao DailyMail, Katarzyna Trotzek, do asilo de porcos “Chrumkowo”, afirmou não acreditar que os porcos tenham comido o cadáver.

 

 

Istoé

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.