Gladson presta solidariedade e estende as mãos para o Amazonas

Por Wanglézio Braga/ Foto: Reprodução

O governador do Acre, Gladson Cameli (PP), manifestou solidariedade aos vizinhos amazonenses que estão sofrendo com o colapso na saúde pública devido à pandemia de Covid-19. Por falta de leitos, insumos e até de oxigênio para tratar das vítimas do novo Coronavírus, o governo federal e o próprio Estado do Amazonas vão transferir 235 pacientes para outros estados para receber atendimento médico.  

Cameli disse ao governador do Amazonas, Wilson Lima (PSL) que o Acre está solidário. “Me sensibilizo com o povo amazonense que passa por um momento muito difícil por conta da pandemia da Covid-19. O governo do Estado do Acre está solidário ao governador Wilson Lima e a toda equipe governamental do Amazonas”, escreveu Gladson na noite de ontem (14).

Nesta quinta-feira, Wilson Lima informou que Goiás, Piauí, Maranhão, Brasília, Paraíba e Rio Grande do Norte asseguraram vagas para os transferidos do Amazonas. O estado do Acre, apesar de ser vizinho, até então não estava na lista, mas por volta das 21 horas de ontem, Gladson Cameli colocou à disposição leitos no Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul.

“Já sinalizamos inclusive a abertura de 10 novos leitos de UTI, no Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul, para atender também casos graves de pacientes com coronavírus vindos do Amazonas, sem prejudicar o atendimento da população acreana acometida pela doença”, anunciou.

Por fim, o governador disse que os acreanos estão orando pelo povo do Amazonas. “Nós, acreanos, estamos orando pelos nossos amigos amazonenses para que essa situação passe e que, juntos, possamos vencer toda dificuldade. Que Deus nos abençoe e que em breve possamos virar essa página”, concluiu o Governador. 

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.