Corregedoria da capital vai investigar denúncias de assédio e desvio de materiais na SEME

Por Wanglézio Braga

A corregedoria geral do município de Rio Branco está investigando uma série de denúncias e até instaurou processo administrativo disciplinar na Secretaria Municipal de Educação (SEME). Entre as denúncias, existem acusações de assédio moral e desvio de materiais do almoxarifado para fins diversos.

Segundo uma portaria assinada pela Corregedora-Geral do Município Gerlúcia Afonso de A. Magalhães, do dia 07 de agosto, as investigações miram no chefe do setor da Divisão de Almoxarifado, de iniciais J.M.A.A.

Três membros da corregedoria-geral já iniciaram os serviços de investigação e tratativa do Processo Administrativo Disciplinar. Eles terão um prazo de 60 dias para concluir os trabalhos. Caso não cumpra com o prazo, a comissão pode receber mais dois meses para apresentar os resultados.

Por se tratar de uma investigação e em fase de andamento, o órgão informou que, por enquanto, não vai se manifestar. O decreto que informa o processo foi publicado nesta semana na edição do Diário Oficial do Estado (DOE).


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.