Acre fica de fora da lista dos estados que vão receber pacientes do Amazonas

Por Wanglézio Braga/Foto: Reprodução

A situação é cada vez mais crítica no Amazonas (AM). Por falta de leitos, insumos e até de oxigênio para tratar das vítimas do novo Coronavírus, o governo federal e o próprio Estado do Amazonas vão transferir 235 pacientes para outros estados para receber atendimento médico. O colapso no sistema de saúde ganhou as manchetes dos jornais e forçou uma audiência de emergência com o governo Bolsonaro.

Uma coletiva à imprensa realizada pelo governador amazonense, Wilson Lima (PSL),  nesta quinta-feira (14), foi informado que os pacientes vão ser transferidos para seis estados: Goiás, Piauí, Maranhão, Brasília, Paraíba e Rio Grande do Norte. O estado do Acre, apesar de ser vizinho ao Amazonas, não vai receber por enquanto pacientes.

O governo diz ter feito um estudo dos estados para decidir quais participaram do acolhimento aos pacientes para que não sobrecarregasse a rede assistencial de outros locais.  Já o Ministério da Saúde, afirmou que serão transportados pacientes com estado de saúde considerado em fase moderada da doença.

Um dos primeiros estados a receber pacientes do Amazonas é o Piauí. Na manhã desta quinta, 30 pacientes de Manaus com Covid-19 foram encaminhados para Teresina.

Dados do consórcio de imprensa apontam que o Amazonas possui média móvel de mortes de 183% nos últimos sete dias.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.