Obra de ampliação do Huerb está em processo de finalização

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura e de Desenvolvimento Urbano (Seinfra), intensificou o andamento da obra para acelerar a entrega do prédio do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb).

Engenheiros da Seinfra estão acompanhando diariamente a execução da obra. Além disso, o secretário Thiago Caetano vistoria o prédio constantemente e despacha diretamente do quinto andar todas as terças-feiras.

Segundo ele, a medida permite não só pressionar para que a empresa entregue o prédio dentro do prazo estabelecido pela gestão, como também possibilita que as pessoas tenham acesso e possam conhecer o local, antes da inauguração.

“Toda semana venho despachar aqui no Huerb. Dedico este dia para atender a população e apresentar nosso trabalho a quem tiver interesse de ver o andamento das obras, ver que estamos avançando e que em breve teremos concluído”, destacou.

O governador Gladson Cameli reforçou, durante o programa Fale com o Governador, veiculado na Aldeia FM às segundas-feiras, a determinação do governo em finalizar as obras inacabadas, iniciadas na gestão anterior.

O projeto prevê a construção de cinco pavimentos e do andar térreo para abrigar os setores administrativos, necrotério, consultórios, enfermarias, dentre outros. São 10 leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sendo dois destinados a pacientes que precisam ficar em isolamento, e 109 enfermarias, com quatro leitos destinados ao isolamento.

O secretário explicou que alguns entraves impediram que a obra fosse finalizada em 100 dias, como por exemplo, a existência de pagamentos não realizados à empresa, a impossibilidade de operação  do Sistema de Administração Orçamentária, Financeira e Contábil  do Estado (Safira) em janeiro, e ainda a necessidade de se revolver questões burocráticas para a execução das obras.

“Estamos empenhados e vamos entregar a parte de construção civil nas próximas semanas”, garantiu o secretário.

 

Agência


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.