Já choveu 56% da média para o mês de fevereiro em Rio Branco, diz pesquisador

Por Wanglézio Braga

A metade de fevereiro ainda não chegou e na capital acreana, Rio Branco, recebeu 56% do quantitativo de chuva esperada para todo o mês. De acordo como o pesquisador, Davi Friale, do Portal O Tempo Aqui, somente na última segunda-feira (10), em Rio Branco, choveu 64,8mm. Foram registradas rajadas de vento com velocidade de 41km/h, da direção noroeste, em Cruzeiro do Sul, entre 13h e 14h.

“Os maiores acumulados pluviométricos, estimados entre 30 e 60mm, ocorreram nos municípios de Rio Branco, Acrelândia, Plácido de Castro, Porto Acre e Marechal Thaumaturgo e nos vales dos rios Xapuri, Rola, Tarauacá, Muru e Envira”, informou Friale.

No mês, as chuvas já totalizam 160mm, ou seja, 56% da média de fevereiro, que é 285mm. No mês anterior, janeiro, choveu apenas 125mm na capital do Acre. A tendência para os próximos dias, segundo Friale e os pesquisadores do Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM), é de mais instabilidade no estado gerando chuvas pontuais.

Friale informou que nos próximos dias, nos estados do Acre, Rondônia, Amazonas, Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, Bolívia (planícies e encostas dos Andes) e Peru (região de selva e encostas dos Andes) o “Tempo úmido, com chuvas pontuais, que podem ser fortes e acompanhadas de raios, principalmente na parte da tarde e nas primeiras horas da noite, vai predominar, pelo menos, até a próxima sexta-feira (14)”.

Já o SIPAM, informa a Zona de Convergência do Atlântico Sul - ZCAS, continuará atuante, provocando a formação de nuvens de chuvas por todas as regiões. A previsão será de tempo variando entre nublado a encoberto e a previsão será de pancadas de chuvas e trovoadas em todo o Estado Acreano. Para quinta-feira (13), será de grandes instabilidades com chuvas e trovoadas em determinadas áreas.  


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.