Em última agenda na COP 25, Gladson Cameli conclama empresários a investirem no Acre

Gerar emprego e renda com responsabilidade ambiental foi o tom do governador Gladson Cameli em evento do Instituto da Terra, em Madri

Em uma de suas últimas agendas na Conferência do Clima da ONU, a COP 25, o governador do Estado do Acre, Gladson Cameli, participou de uma discussão de ‘mesa redonda’ promovida pelo Earth Innovation Institute, sobre os potenciais econômicos dos estados da Amazônia, e do Mato Grosso, com responsabilidade ambiental.

O evento, no centro de convenções do Hotel Tryp Alameda Aeroporto, em Madri, foi mediado pelo americano Daniel Nepstad, que é presidente do Earth Innovation e que já havia manifestado a sua satisfação, ainda em maio deste ano, na Colômbia, ao ver o interesse do estado do Acre de crescer economicamente com atenção à sustentabilidade.

Sobre essa consciência ambiental manifestada enfaticamente pelo governador Gladson Cameli por onde passa nas grandes conferências, Nepstad afirmou que “todos os sinais indicam que estamos entrando numa etapa [em favor de um mundo mais correto ambientalmente]”.

“O mundo acordou para a mudança climática. Acordou para o fato de que temos que cortar pela metade as emissões [de gases que provocam o aquecimento global] em todo o globo até 2030. Só assim, evitaremos uma mudança climática de proporções catastróficas. E isso é impossível sem vocês nos estados”, ressaltou Daniel Nepstad.

Além de Cameli, o vice-governador do Mato Grosso, Otaviano Pivetta, também foi mencionado pelo Earth Innovation como líderes de uma nova geração de homens públicos preocupada com o meio ambiente.

Estado pronto para uma agricultura sustentável

Em sua fala, o governador Gladson Cameli fez uma breve explicação sobre a localização geográfica estratégica que se encontra o Acre, a pouco mais de mil quilômetros dos portos peruanos do Oceano Pacífico e que o estado está pronto para receber empresários que queiram empreender com respeito à legislação ambiental.

“O nosso estado está pronto para uma agricultura sustentável, respeitando todos os acordos, normas e a legislação ambiental nacional. Hoje, temos dois milhões de hectares abertos, sem a necessidade de desmatamento. Mas queremos gerar emprego e renda”, destacou Cameli.

E completou o governador: “O Acre quer uma oportunidade de mostrar para o mundo que temos, sim, a capacidade de receber todos que queriam investir no nosso estado. E falo com muita propriedade porque venho da iniciativa privada e minha opinião é a de que temos um potencial imenso para o agronegócio com sustentabilidade”.

Participaram ainda da ‘Mesa Redonda do Earth Innovation’, Elza Mendonça, que é coordenadora do Instituto no Acre, o chefe da Casa Civil, Ribamar Trindade, o secretário de Meio Ambiente, Israel Milani, o secretário de Ciência e Tecnologia, Anderson Abreu, o secretário-adjunto de Planejamento, Jarbas Anute, a secretária de Comunicação, Silvania Pinheiro, além do presidente do Instituto de Mudanças Climáticas (IMC), Carlito Cavalcante, e seus diretores, o presidente do Imac, André Hassem, o presidente da Fundação Elias Mansour, Manoel Correia e a deputada federal Wanda Milani.


Agência


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.